Coluna de César Ifarraguire

De Trivela
25 de Março de 2017 às 09:00

Nosso assado
O lendário churrasco gaucho feito em família ou compartilhado com grupos de amigos, principalmente nos finais de semana, recebeu um componente encruado nos últimos dias: A apreensão da derivação da carne. A prudência contra a procedência do produto foi ressaltado no RS, onde o churrasco é o prato mais popular, desde que a operação carne fraca da Polícia Federal revelou o comércio de carnes adulteradas. As gigantescas empresas Friboi, Sadia, Seara e Perdigão estão no olho do furacão.
Agora pergunto? Como nós consumidores podemos nos proteger? É tanta coisa podre que chegam aos nossos olhos e ouvidos que já não sabemos como adquirir um produto realmente de qualidade. Frango contém hormônios, leite soda cáustica, carne sabe-se lá o que. E os fiscais federais coniventes com prováveis gratificações polpudas em seus bolsos. Qual o próximo escândalo? Nosso assado sofreu um baque, mas, aqui, ao menos aqui no interior ainda podemos escolher um bom corte para nosso típico churrasco.

TAS
Independentemente do que acontecerá no Tribunal Arbitral do Esporte, marcado para o dia 4 de Abril na Suíça, aposto que o Internacional vai mesmo ter que encarar a Série B do brasileirão. Mesmo que o tribunal identifique possíveis falhas na transferência do jogador Victor Ramos, dificilmente aqui no Brasil o TJD voltará atrás. Mas, o Internacional está agindo de forma muito correta. Assim poderá provar que a CBF é inoperante. Uma entidade marcada por falcatruas e autoritarismo. O que o torcedor colorado deseja e espera que aconteça no Tribunal é a desmoralização da CBF que acusou o clube de alterar e fraudar documentos.

Empate horroroso
Que jogo horrível proporcionaram Ypiranga e Internacional na quarta feira no norte do estado. Ambas as equipes deveriam pedir desculpas aos torcedores que pagaram ingresso na expectativa de assistir um bom espetáculo. O técnico Zago do Internacional está perdido, sem confiança e sem convicção. O time continua sonolento e sem criação. Preocupações a vista. Com essa bolinha, o clube do povo não tem as mínimas condições de encarar adversários mais qualificados. Se no gauchão pena para se classificar entre os oito melhores, imaginem como será na disputadíssima série B.

Abraços
Hoje meu abraço vai para o amigo gremista, que já foi cônsul do tricolor em nossa cidade, Inocêncio Antunes. O Inocêncio é daqueles gremistas roxo, que vibra muito com seu time.

Pensamento
“Se seu coração é grande, nenhuma ingratidão o flecha, nenhuma indiferença o cansa”. (Leon Tolstoi)

*Um ótimo e abençoado final de semana!
 

César Ifarraguire , empresário e desportista escreve nas edições de sábado sobre esportes e atualidade.

Email: cesarifa1@gmail.com

Mais artigos de César Ifarraguire