Coluna de Airton Peruzzi

Dois toques
31 de Janeiro de 2015 às 08:00

ESTÃO CHEGANDO “OS DE BOMBACHA” – Vai começar a peleia do Gauchão. Este campeonato, de tantas histórias, faz parte da cultura de quem é desta terra. Mesmo tendo alguns que fazem cara feia com relação aos regionais, o nosso Gauchão é cheio de encantos e consegue mobilizar as comunidades do Estado. Afinal, é o que a grande maioria dos clubes tem para disputar.

“NOIA” ESTRELADO – Entre as equipes do nosso interior que disputarão o Gauchão, o Novo Hamburgo foi a equipe que mais investiu em contratações. E não foram quaisquer contratações. Trouxe estrelas, que, embora já no ocaso do futebol, têm capacidade de brilhar e valorizar ainda mais esta competição. Entre estes, destacamos o Bolívar, Magrão, o papa-léguas Luís Mário, Leandrão e Thiago Humberto. Se o técnico Roger Machado conseguir fazer o encaixe destes jogadores, o Novo Hamburgo poderá brigar pelo título. Ainda, o Passo Fundo está viabilizando o veterano Souza e o Ypiranga está tentando contratar Paulo Bayer. Quanto mais estrelas, mais brilho terá o nosso Gauchão.

GUAIACA VAZIA – Como terá neste início de ano somente o Gauchão para disputar, o Grêmio está mesclando a sobra da equipe do ano passado. Juntou alguns renegados, como é o caso de Marcelo Moreno, algumas contratações sem expressão e completou o grupo na base, subindo uma leva de garotos. Para o Campeonato Gaúcho não precisa de mais do que isso. Esta fórmula já deu certo no Tricolor nos anos 90. O quebra-cabeças do Felipão está em conciliar Barcos e Marcelo Moreno no ataque. Para o jogo de hoje, 17h, na Arena, contra o caçula União Frederiquense, é bem provável que ambos comecem jogando. Barcos jogará mais recuado, muitas vezes armando as jogadas. O meio-campo gremista para o jogo de hoje será uma creche com Lincoln, Luan e Araújo, entregues aos cuidados do titio Fellipe Bastos. Quando os pilas andam escassos, as soluções estão em casa.

INTERNACIONAL – O que não faltam são opções para o treinador Diego Aguirre montar a equipe do Colorado. Pode se dar ao luxo, se quiser, de montar um time para cada competição. É evidente que não fará isto. Mas tem plantel em quantidade e qualidade para tanto. Para este início, colocará em campo o que tem de melhor, até para dar ritmo em preparação para a Libertadores. Para o jogo de amanhã, 17h, contra o Lajeadense, em Lajeado, o Inter deverá ter a ausência de Willians, que provavelmente deixará o Beira-Rio, indo para o Cruzeiro. Nilton será o substituto natural. Além deste, a equipe terá a estreia do lateral-direito Léo e, em havendo liberação, poderá também ter o aproveitamento do zagueiro Réver e do atacante velocista Vitinho.

FOLHA DE PAGAMENTO – Excetuando-se a dupla Gre-Nal, a média da folha de pagamento dos clubes que vão disputar o Campeonato Gaúcho deste ano é de R$ 200 mil mensais. Cada clube participante recebeu da FGF R$ 900 mil. Para três meses de competição (o término está previsto para o dia 3 de maio), estes valores viabilizam a participação dos clubes do interior.

SANTO ÂNGELO – Continuam intensos os trabalhos de condicionamento físico e com bola no Santo Ângelo, visando à sua estreia na Divisão de Acesso, daqui a um mês. Estão previstos três amistosos, contra Riograndense, Inter-SM e provavelmente uma equipe de Giruá, antes da estreia, no dia 1º de março, lá em Vacaria, contra o Glória.

Fonte: Jornal das Missões

Email: airtonperuzzi@ibest.com.br

Mais artigos de Airton Peruzzi