Coluna de Airton Peruzzi

Dois toques
14 de Fevereiro de 2015 às 07:55

SANTO ÂNGELO – A equipe missioneira faz seu segundo jogo amistoso preparatório visando à estreia na Divisão de Acesso do futebol gaúcho. Será amanhã, 19h, contra o Riograndense-SM, na Zona Sul. Na partida anterior, contra o Inter-SM, o time deixou muito boa impressão. Vai ser possível fazer um comparativo sobre a evolução da equipe.

FUMAÇA – Está havendo algum tipo de desconforto entre alguns jogadores e a direção do Santo Ângelo. São situações de “economia interna” e que, se não forem bem administradas, poderão adquirir dimensões perigosas. Esperamos que o presidente Timm, com seu esforço e capacidade, consiga contorná-las. Como é difícil dirigir um clube com apenas 19 sócios pagantes.

SÓCIOS – O Internacional lidera o ranking de sócios entre os clubes brasileiros. Hoje, são mais de 130 mil. O Grêmio, que tinha a segunda posição, caiu para quarto, sendo ultrapassado por Corinthians e Palmeiras. A tendência é de que os grandes clubes brasileiros, necessitados de gestões profissionais, deem maior atenção a esta rica fonte de receitas.

ESTÁDIOS DE PRIMEIRO MUNDO – Tivemos evolução extraordinária nos últimos anos no que se refere à qualidade dos estádios brasileiros. Arenas e estádios modernos, com conforto para o torcedor, dignos de grandes espetáculos. Contudo, excetuando-se os jogos da Copa do Mundo, estes palcos maravilhosos estão carentes de bons artistas. A qualidade do futebol que os grandes clubes brasileiros apresentaram no segundo semestre de 2014, e que está se repetindo neste ano, está muito abaixo da expectativa e dos valores de ingressos que estão sendo cobrados. Tem torcedores que vão ao estádio em dia de jogo não para ver o jogo, mas para admirá-lo!

FUTURO NADA PROMISSOR – Acabou há poucos dias o Campeonato Sul-Americano Sub-20 de futebol, disputado no Uruguai. Na competição, o Brasil terminou em quarto lugar, atrás da Argentina (campeã), Colômbia e Uruguai. Com a colocação, o Brasil conseguiu a última vaga para o Mundial da categoria, que será disputado neste ano, na Nova Zelândia. O que preocupa foi o futebol ruim apresentado pela garotada brasileira. Tínhamos, todos os anos, dois ou três jogadores fora de série produzidos no Brasil. A fonte secou. Algumas promessas não se confirmaram. A última foi Neymar.

COMEÇO PROMISSOR – É muito promissor para as equipes do interior este Gauchão 2015. Primeiro porque o Internacional, disparado um dos melhores plantéis do continente, está focado na Libertadores. Campeonato Gaúcho serve como coletivo de luxo. O Grêmio se desmanchou e terá de ser reinventado enquanto time. Além destes fatores, o futebol do interior investiu muito em contratações de jogadores com qualidade. O Brasil de Pelotas, sensação do campeonato, tem um time que joga junto há três temporadas. O técnico Rogério Zimmermann está à frente do time desde 2012, uma raridade no futebol brasileiro.

MISTO – Priorizando o jogo contra o The Strongest, na próxima terça-feira, em La Paz, pela Libertadores, o Internacional jogará logo mais, no Centenário, diante do Caxias, com time misto, recheado com a presença do zagueiro Réver e do meia Anderson.

LABORATÓRIO – O Grêmio terá mais um jogo de laboratório na Arena, logo mais, 17h, contra o lanterninha Veranópolis. Felipão terá o retorno de Luan, principal jogador de ataque do Grêmio depois da saída de Marcelo Moreno. Na atual fase do Tricolor, a única boa nova é o lateral-esquerdo Junior. Joga fácil, aparece para o jogo e é ousado. O resto, bom, o resto…

Fonte: Jornal das Missões

Email: airtonperuzzi@ibest.com.br

Mais artigos de Airton Peruzzi