Coluna de Eduardo Loureiro

Governo empenha R$ 2,3 milhões para a construção de 58 novos leitos no Hospital Santo Ângelo
08 de Março de 2014 às 08:05

A notícia que se esperava desde o ano passado veio nesta semana. O Governo do Estado anunciou o empenho de recursos da ordem de R$ 2,3 milhões para a construção de 58 novos leitos no Hospital Santo Ângelo. Com isso, o HSA vai aumentar a sua capacidade de internação em quase 40% pelo SUS, contemplando aquelas pessoas que necessitam de um atendimento público e gratuito. O próximo passo será a assinatura do convênio entre o governo e a instituição. Logo após, a obra será licitada. A destinação dessa verba é fruto do trabalho da Provedoria do hospital, que encaminhou o projeto, e do esforço que o governo estadual vem fazendo para melhorar o atendimento na área da saúde. A notícia foi repassada pelo Cajar Nardes, uma das pessoas que vinha acompanhando o processo em Porto Alegre.

Copa do Mundo no Brasil: bom ou ruim?

A 100 dias para o início da Copa do Mundo, o jornal Zero Hora divulgou na última terça-feira, dia 4 de março, um levantamento dos valores que envolvem a realização deste evento no Rio Grande do Sul. A julgar pelas cifras apresentadas neste primeiro momento, a conclusão é de que o evento vai, sim, deixar um legado positivo. O investimento público envolvido chega a 569,9 milhões de reais, dividido da seguinte forma:

LEGADO: R$ 415,4 milhões
Inclui: energia elétrica, ERS-118, segurança (pessoal concursado), entorno do Beira-Rio, estruturas temporárias (que poderão se usadas depois)

GESTÃO: R$ 23,7 milhões
Inclui: estrutura administrativa

ISENÇÕES: R$ 118 milhões
Inclui: isenções para construção do Beira-Rio e da Arena do Grêmio e montagem das estruturas temporárias

TURISMO: R$ 8 milhões
Inclui: cursos de capacitação

EVENTO: R$ 4,8 milhões
Inclui: realização das Fan Fests, eventos da Fifa

Da relação dos gastos apresentados, o que está sendo aplicado em obras e ações que serão usufruídas pela população e que deixarão um legado após o Mundial é algo em torno de R$ 423,4 milhões (inclui gastos classificados como LEGADO e TURISMO), ou seja, 75% do que está sendo investido.

Outro dado a ser considerado é a estimativa feita pela Fundação Estadual de Economia e Estatística (FEE), dando conta de que a vinda de turistas ao Estado para o Mundial deve gerar um incremento de R$ 503,6 milhões no PIB gaúcho. Ainda é cedo para maiores conclusões, mas os primeiros números são positivos.

Carnaval em Itaqui

Estive na última terça-feira em Itaqui, acompanhando o desfile das escolas de samba que participam do Carnaval de Rua organizado pelo Município. Aliás, um belíssimo evento que conta com uma grande estrutura e reúne milhares pessoas de toda a região. A Avenida do Samba estava completamente lotada. Encontrei por lá vários santo-angelenses, dentre eles o ex-vereador Julio Ubiratan dos Reis que, atualmente, é procurador da prefeitura de Itaqui. Parabéns ao prefeito Gil Marques, ao ex-prefeito Bruno Contursi, e a todos os que se envolveram na organização da festa.

31 milhões para saneamento em Santo Ângelo

Previsto no novo contrato de renovação da prestação de serviços de água e esgoto firmado entre a Corsan e a Prefeitura, em setembro de 2010, a companhia está fazendo o levantamento topográfico de todas as ruas das bacias 3, 4, 5, 6, 7 e 8 de Santo Ângelo (foto) visando à realização do projeto executivo para execução de novas obras de esgotamento sanitário. A estatal investirá R$ 1.139.341,93 na atualização do projeto, e as obras representarão um investimento de R$ 30.941.910,27, já liberados pelo Ministério das Cidades.
O levantamento está sendo realizado nos bairros Oliveira, Boa Esperança, Dido, Braga, Ditz, Neri Cavalheiro, Cohab, Centro Norte e Rogoski. Serão 61 quilômetros de novas redes de esgoto. Eles permitirão mais 5.720 ligações, que se somarão às 4.150 economias já existentes, permitindo dobrar a cobertura do serviço de esgoto na cidade. O projeto deverá ser encaminhado ao Ministério das Cidades entre abril e maio, e, depois disso, a próxima fase será a de licitação das obras.

O analfabeto político

Este será um ano extremamente importante para o nosso país. Vamos ter a oportunidade de escolher os nossos representantes em nível estadual e nacional, tanto para o Poder Legislativo como para o Executivo. Teremos condições, com isso, de garantir as mudanças que tanto necessitamos, escolhendo pessoas sérias e comprometidas com as nossas causas. Para isso, é fundamental que a escolha seja feita de forma consciente e criteriosa, analisando, de forma detalhada, o perfil de cada candidato. Para refletirmos, vale relembrar o texto escrito pelo famoso dramaturgo e poeta alemão Bertold Brecht, intitulado “O analfabeto político”:
“O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.”
Pensemos sobre isso.

PMDB de Santo Ângelo com atividades no fim de semana

Recebi, na manhã de ontem, a visita do ex-prefeito José Lima Gonçalves. Acompanhado pelo vereador Vando Ribeiro e pelo Delarci Nyari, Lima falou sobre as atividades programadas pelo PMDB para este final de semana. Hoje à noite, na sede da Afucotrisa, o partido promoverá um jantar em homenagem ao Dia da Mulher. Já no domingo, estará em Santo Ângelo um dos pré-candidatos do PMDB ao Governo do Estado, o ex-prefeito de Caxias, José Ivo Sartori. Lima está animado com as perspectivas do partido nas eleições deste ano. 

Ex-prefeito de Santo Ângelo, graduado em Administração de Empresas pela URI, pós-graduado em Gestão Estratégica de Organizações também pela URI e mestre em Administração de Empresas pela UFRGS. É diretor da Rádio Santo Ângelo e da Gráfica Jornal das Missões e professor de Gestão Pública da URI e do IESA.

Email: loureiro@san.psi.br

Mais artigos de Eduardo Loureiro