Coluna de Marcelo Blume

Escolhendo candidatos
07 de Junho de 2016 às 08:55

Em 4 meses escolheremos os prefeitos e vereadores que administrarão nossos municípios até 2020. Por hora as notícias são de bastidores e muitas articulações seguem sendo feitas em cada localidade, até que daqui algumas semanas saberemos quais são as opções que o eleitor terá para definir a quem serão entregues os destinos da administração pública mais próxima e mais presente onde vivemos.

Dias atrás, caminhando na rua um amigo repórter falava sobre eleições quando me encontrou e sem que eu pudesse refletir muito sobre o assunto, sugeriu que eu opinasse a respeito das eleições e da administração pública. A verdade é que até falamos bastante, mas pensamos e fazemos pouco para uma administração pública melhor. É preciso repensarmos o entendimento de administração pública, que me parece que precisa ser muito mais articuladora das forças da sociedade, do que “fazedora” de obras e muito menos entregadora de bens e serviços. Quando se entende que a administração pública precisa ser a provedora de patrimônio, bens e serviços para um conjunto cada vez maior e mais variado de necessidades, ficam evidentes alguns vícios de origem. Todavia, esta infelizmente, é a tônica da nossa sociedade, tendo consequência a necessidade de onerar cada vez mais a quem produz para sustentar o que muitas vezes torna-se insustentável.

Precisaríamos de lideranças públicas com habilidades de articulação capaz de mobilizar as forças da sociedade para planejarmos o futuro das comunidades para daqui a 50 anos. O que você, os grupos que você participa, sua empresa, as entidades locais querem e precisam do município em que vivem, para daqui 20, 30, 40 anos? O que deve ser feito a cada ano, em cada setor da sociedade para se chegar lá? Seria o plano estratégico municipal, com objetivos claros para cada área do município. Um plano pensado de forma profissional, com objetivos claros sobre o que oferecer para a comunidade, de onde virão os recursos e as responsabilidades de quem vai transformar os objetivos em ações.

As comunidades que tem um bom plano de longo prazo, que sabem o que querem e o que precisam para 2020, 2030, 2040, não devem ter dificuldades para escolher seus candidatos a candidato. Cada grupo político deveria escolher entre os seus integrantes, qual o melhor candidato do momento para liderar a comunidade rumo ao projeto de futuro que todos escolheram.

A disputa das eleições deveria ser sobre a melhor forma com que cada grupo político pretende administrar o plano de futuro escolhido por todos, que ao longo dos anos desencadeará resultados de desenvolvimento em todas as áreas. Há cada 4 anos, avaliando os resultados obtidos em busca da visão de futuro da comunidade, muda-se ou mantém-se a metodologia, trocando ou não o grupo gestor do plano escolhido por todos.

Entendo que as comunidades que tem muita dificuldade para se desenvolver são aquelas que não conseguiram articular-se entre si para definir o que desejam para o seu futuro e por isso escolhem candidatos e elegem líderes atribuindo a eles expectativas que muitas vezes não são capazes de atender. A expectativa aliás, é elevada pelos próprios candidatos em campanha, que pela necessidade de obter votos e o desejo de vencer, prometem resultados que mesmo querendo muito, não sabem se vão e nem como vão atender.  

Por estas e outras entendo que precisamos mudar a forma de entender e de praticar administração pública, começando por entender que todos somos parte dela e que só vamos conseguir decidir bem o candidato quando tivermos um bom projeto futuro para nossos municípios e a partir dele, escolher quem reúne as melhores condições de liderar a todos rumo aos grandes objetivos escolhidos de forma coletiva.

Precisamos melhorar em muito a administração pública em todas as instâncias do país e as eleições municipais estão aí para darmos a melhor contribuição no que está mais próximo de nós. Desejando que Deus ilumine a todos em suas escolhas, deixo um abraço e até a próxima!
 

Marcelo Blume é Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção. Professor da UNIJUÍ e convidado em diversas IES. Sócio e consultor da Referenda Consultoria. Palestrante, pesquisador e escritor, com artigos e livros publicados.

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Mais artigos de Marcelo Blume