Coluna de Oscar Pinto Jung

Deixe de fumar
01 de Setembro de 2015 às 08:00

Outro dia, li comentário de amiga de muitos anos, que veiculou na rede social a alegria de se manter longe do cigarro há quatro meses. Em sinal de apoio moral curti o comentário da amiga, que espero esteja persistindo na árdua batalha para derrotar o tabagismo, em definitivo. Além do evidente prejuízo para a saúde o cigarro também contribui poderosamente para o envelhecimento da mulher. Algo que nenhuma mulher quer, evidentemente. O Pavilhão Pereira Filho da Santa Casa de Porto Alegre tem programa de tratamento do tabagismo, que orienta, encoraja e apoia as pessoas que querem parar de fumar.

Para minha amiga que depois de muitos anos agarrada a um maço de cigarros agora quer distância, e para todos os que desejam dar um basta a esse vício, é bom refletir no que dizem os médicos do Pavilhão Pereira Filho:
- após ter parado de fumar você vai perceber que sua frequência cardíaca ficará próxima do normal:
- o nível de monóxido de carbono de seu sangue voltará ao normal;
- sua chance de ter um ataque cardíaco será menor;
- sua circulação sanguínea e função pulmonar irão melhorar;
- sua capacidade respiratória estará melhor. Se houver tosse e falta de ar, elas reduzirão progressivamente;
- depois de cinco anos seu risco de derrame cerebral será igual ao de alguém que nunca fumou;
- depois de dez anos seu risco de câncer de pulmão será quase igual ao de alguém que nunca fumou.

O que poucos sabem é que o fumante é alguém submisso à vontade viciosa de um desencarnado que ainda não se libertou de aspirar o aroma do cigarro. Ele morreu mas ainda sente imensa saudade das tragadas. Ramatís, psicografado pelo médium curitibano Hercílio Maes, conta no livro “Fisiologia da Alma”, que o fumante é uma piteira viva do desencarnado que obriga o subjugado a acender cigarros, constantemente. Muitas vezes, o fumante quer parar, fala que nunca mais acenderá um cigarro... Mas, no dia seguinte, não resiste à oferta do amigo que lhe alcança um cigarro, um só... Dizem que os fumantes voltam ao mundo espiritual envolvidos por densas nuvens do tabaco.

Deixe de fumar e dê uma virada na sua vida. É o oportuno conselho da Santa Casa, muito válido para os dias terrenos e também para o amanhã espiritual.

A FRASE DO CHICO XAVIER, curtida por Mara Rosane Munareto: “A pessoa não precisa fazer nada contra quem esteja fazendo o mal a ela. A sentença já está lavrada e o choque de retorno haverá de ser muito duro”.
 

Advogado, integrante da Academia Santo-angelense de Letras. Escreve nas edições de terça-feira. 

Email: pintojung@terra.com.br

Mais artigos de Oscar Pinto Jung