Coluna de Oscar Pinto Jung

Quem já tomou chá de tanchagem
29 de Setembro de 2015 às 09:00

Outro dia ouvi falar da excelência do chá de chantagem. Nunca tinha ouvido falar nessa planta. Em tempos passados, Orlando Beck, o cara mais humilde e mais desapegado dos bens terrenos que testemunhei nestas paragens missioneiras, me explicava tudo sobre ervas medicinais. Para mim e para os outros assíduos frequentadores da casinha modesta (Wilson Marchionatti, Riograndense Murilo, Almir Cozzati, Coronel Jandir Verri, Almiro Heitling, Derli Perez Romero, Lauri Martel). Claro,Orlando deveria saber tudo sobre a tanchagem, que alguns chamam de transagem. Várias vezes, ouvi dele, enquanto passava a cuia do chimarrão no entardecer do Bairro Haller:

- Botei um “veneno” no chimarrão.

Como o Orlando hoje vive no plano espiritual, recorri ao Google, o amansa-burro dos nossos dias. Lá fiquei sabendo que a tanchagem é uma planta medicinal utilizada para aliviar febres e remover o excesso de líquidos no corpo, ao mesmo tempo que diminui a inflamação e irritação nos tecidos. O importante é que não há contraindicações e efeitos colaterais. Em busca de mais informações lancei a mesma pergunta que dá título à coluna na rede social e choveram respostas, todas favoráveis ao chá de tanchagem. Para orientação dos leitores e no intento de ser útil a alguém que queira experimentar, reproduzo alguns dos depoimentos recebidos.

A Jacqueline Possebom, enfermeira, que, diariamente, dá dicas de saúde no rádio, respondeu logo que já utilizou o chá de tanchagm para limpeza de células. Marli Oliveira Sandri e Paulo Brauner costumam usar a planta medicinal no chimarrão. Para Rubem Cesar Trampuch esse chá é muito usado para combater várias infecções. Ironi Mattheis Guerini afirma que a tanchagem é um antibiótico natural para garganta, estômago, rins, bexiga e útero. E o colega Paulo Joel Bender Leal deixou de lado a CLT para dizer que se trata de uma planta milagrosa nas infecções de garganta. O João de Deus Cassel, morador no Bairro Dytz, é outro entusiasta do chá de chantagem. Um excelente antibiótico, segundo ele, remédio caseiro fora de série.

Mas o depoimento da amiga Odete Bittencourt merece destaque pelas informações que nos traz:

- O chá de tanchagem é muito bom para combater infecções em geral, mas especialmente as que atingem os órgãos genitais femininos, para cicatrização de feridas, úlceras estomacais, ardência nos rins e uretra, como também para eliminar aftas, por bochechos, e frieiras.

Depois de todas essas referências de total aprovação ao chá de tanchagem dá para experimentá-lo, tranquilamente. Pelo que sei a planta existe em abundância na Capital das Missões. De minha parte, já estou tomando e, sinceramente, também estou aprovando sem restrições. A receita é gratuita a quem interessar possa.

A FRASE DO CHICO XAVIER, curtida por Carla Maria Eisele Duarte: “A verdadeira coragem não é a de enfrentar o leão, a cobra, mas, sim, a de enfrentar o nosso próprio impulso”.
 

Advogado, integrante da Academia Santo-angelense de Letras. Escreve nas edições de terça-feira. 

Email: pintojung@terra.com.br

Mais artigos de Oscar Pinto Jung