Coluna de Pedro Belmonte

Rádio
15 de Novembro de 2014 às 08:00

O advogado e político Silvano Saragoso é destas figuras que reúnem dotes admiráveis no ser humano: é modesto, trabalhador, fiel às amizades, dono de conhecimentos e expertise adquiridos na vida acadêmica e nas esquinas da vida, que são colocados a serviço do coletivo.

Rádio II
Exagera referindo-se aos afetos. Dias desses, postou na página eletrônica de Jairo Ferreira comentário sobre a excelência do programa comandado por Luiz Roque, na Rádio Santo Ângelo.
Após elogiar, com justiça, desempenho de Roque, acrescentou desejar um dia repartirmos uma bancada de rádio.

Rádio III
Extrapolou, ao lembrar tê-lo encaminhado ao meio, onde, por sua inteligência, seus dotes natos de comunicador, se deu bem, permanecendo na Sepé vários anos.
‘Sara’, nada a agradecer. Sinto-me gratificado por ter descoberto um talento da comunicação. O que aconteceu nos seus primeiros seis anos de rádio, o alavancando a novas conquistas, foi mérito absolutamente seu!

Reprovação
Passagem do santo-angelense Augusto Nardes pela vice e presidência do TCU deixará marcas.
Dias atrás, fez advertência à contabilidade ‘criativa’ do governo, aplicada nas suas contas, endereçada ao ministro da Fazenda, Guido Mantega.
Conforme o presidente do Tribunal, os fatos são graves e, se não forem ajustados, tornando os números mais transparentes, contas deste ano correm risco de ser reprovadas.

PIG
Você deve ter ouvido ou lido dobre o termo PIG. É a sigla de ‘Partido da Imprensa Golpista’.
Dia desses, na rede, fui comparado a um integrante do PIG. Ser chamado de golpista não me cai bem.
Ademais, não escrevo para veículo da grande imprensa, do Centro do País (se bem que o JM tem para mim esta dimensão), não prejudico partidos ou militantes.
Sou apartidário, independente, comento (não invento), critico, sem ofensas geralmente usadas quando escasseiam argumentos.

Custo-benefício
Notícia esteve na imprensa da Capital.
Refiro-me aos gastos declarados ao TSE pelos candidatos a deputado federal e estadual. Há quem tenha gastado mais de R$ 1 milhão em campanha, outros bem menos.
O deputado estadual eleito, por Santo Ângelo e região, Eduardo Loureiro fez um gasto razoável e obteve um excelente custo-benefício.
Loureiro declarou ao TSE um gasto em campanha de R$ 305.388,93, fez 60.816 votos, perfazendo um custo por voto de R$ 5,02.

Dívida
Depois de mais de uma década, senadores aprovaram o IPCA como indexador da dívida dos estados. Com isso, sobrará mais dinheiro para investimentos ora represados por conta das dívidas indexadas ao IGP-DI.
Pode dar um novo fôlego às administrações municipais.

Rabo
Lula da Silva e suas famosas tiradas. Em 1996, falando no Programa Livre, dizia: ‘A CPI é um instrumento legal para você apurar as falcatruas’.
Em 2014, se posiciona contra a CPI da Petrobras. Será por causa de outra frase sobre o mesmo tema? ‘Se está com medo de CPI é porque, quem sabe, tenha o rabo preso.’

Pronaf
Desvios de dinheiro no Pronaf, ao que parece, terão desdobramentos. Serão agora apurados no Senado.
Conforme a senadora Ana Amélia, integrante da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, foram aprovados dois encontros para cobrar explicações sobre a fraude.
Uma reunião será em Brasília, outra em Santa Cruz do Sul.
Participarão representantes do Ministério do Desenvolvimento e Reforma Agrária, TCU, Ministério Público Federal e Polícia Federal.
Em Santa Cruz do Sul, contando com a participação de parlamentares, serão ouvidos os agricultores lesados.

Oxigenação
Aquilo que ponderei na coluna referindo-me às consequências da derrota ao governo do Estado e a tênue margem numérica obtida na vitória sobre Aécio estão em pauta entre militantes do PT.
Na rede, post do internauta Luiz Müller cobrando ‘oxigenação’ do partido e se abrir para ‘o conjunto da sociedade’. Esse processo incluiria ‘a retomada de espaços internos de discussão’.
Acrescenta que as reuniões do Diretório ‘ocorrem eventualmente’, sendo meras ‘homologadoras de decisões tomadas em instâncias em que a participação da militância é muito limitada’.
Está acesa a luz amarela!

Marina
Nada fácil a vida da presidente.
No seu blog, candidata derrotada Marina Silva escreve que ‘Dilma mentiu durante a campanha’. Acrescenta: ‘Do modo mais discreto possível, autorizou reajuste de preços e alta dos juros’.
Também lembra o atraso da divulgação de informações, caso da pesquisa do Ipea, que ‘negava ou condenava’.

Hegemonia
Lideranças petistas resolveram aumentar o poder do partido.
Na pauta, algumas pretensões como a reforma política (se ocorrer será precedida de plebiscito, via Constituinte exclusiva), democratizar a comunicação, através de lei (mascarando o que na realidade trata-se dum mecanismo de censura) e a retomada do processo de entregar a administração federal aos Conselhos Populares (já parcialmente derrubada).
Vitoriosas, seriam a implantação do socialismo? Talvez um flerte com o autoritarismo de viés totalitário.

Hegemonia II
Resolução petista embasa-se no conceito da hegemonia, do italiano Antônio Gramsci, marxista, jornalista, autor de livros e pensamentos, entre esses de que ‘a crise consiste precisamente no fato de que o velho está morrendo e o novo ainda não pode nascer. Nesse interregno, uma grande variedade de sintomas mórbidos aparece’.
Gramsci tentou unificar os pensamentos de Marx e Maquiavel sob os auspícios de que ‘os fins justificam os meios’.

Hegemonia III
Presidente reeleita se defende: ‘Não represento o PT. Eu represento a Presidência, a opinião do PT é a opinião do partido, não me influencia. Eu represento o País, não sou presidente do PT, sou presidente dos brasileiros’.
Poderá descolar-se do partido? Reeleita com margem estreita, precisa contar com mais apoio do que antes. Há problemas com o PMDB, liderado por Eduardo Cunha e seu ‘blocão’, que deseja presidir a Câmara. Cunha é seu desafeto antigo.
Também deve vir à sua cabeça o que penou FHC em 1998, quando o PT atacou sistemática e furiosamente sua administração.
Talvez até por isso, tentando evitar 1998, pense em apressar a ‘resolução’.

Fonte: Jornal das Missões

 Jornalista, com passagem por diversos jornais e rádios do Rio Grande do Sul, atualmente coordena o projeto Santo-Angelenses. Escreve nas edições de sábado. 

Email: pedro.a.s.belmonte@hotmail.com

Mais artigos de Pedro Belmonte