Coluna de Pedro Belmonte

Associação
14 de Abril de 2017 às 09:35

Chegou a grande noite. Será o coroamento desses últimos dias festivos, matando saudade, revendo afetos e lugares. Tudo inserido naquilo que 14 anos atrás, Adroaldo Loureiro concebeu ao expor a ideia da fundação de uma entidade que congregasse santo-angelenses, natos ou adotados, moradores na Capital. Depois de várias reuniões foi criada a Associação que desde então promove jantares-dançantes em Porto Alegre. Nos últimos anos surgiu a excelente ideia dos reencontros na Capital das Missões. Presente desde a formulação, transformação da ideia de Adroaldo em realidade, neste ano não estarei presente.

Associação II
Todavia, a mais sentida das ausências será daquele que embalou o sonho, lutou para que uma lacuna fosse fechada, ou seja, a falta de uma entidade que abrigasse a gente santo-angelense. Estará faltando Adroaldo, presença anterior e posterior ao primeiro encontro nos Caixeiros Viajantes, em 2003. Ele foi o dínamo, até um ano antes de falecer. Deixou, dentre inúmeros legados, a Associação dos santo-angelenses em Porto Alegre. Marisa Meneghetti, atualmente na presidência e sua operosa diretoria, encarnaram os propósitos de amor à terra natal, passados pelo grande santo-angelense.

Propina
Está com o MP breve resumo daquilo que Eike Batista vai delatar. Um dos tópicos trata-se de nitroglicerina pura. Eike delatara o pagamento de R$ 2,5 milhões de propina a Lula da Silva, para garantir facilidades na Sete Brasil.

Camaleão
O dinamismo e os interesses que cercam a politica e os políticos, criam ‘brigas’ como as de Renan Calheiros e Michel Temer. Dizendo que Temer não tem saída culpando-o por sua politica ‘recessiva’, voltou a ser grande aliado do PT. Senador do PMDB assumiu a presidência da Comissão Mista de Orçamento. Só para lembrar, Renan era da tropa de choque de Collor. Ao final ajudou a derrubar o ex-presidente

PDT
Como anunciado, PDT aprovou saída do governo Sartori. Decisão foi precedida de fortes discursos contra o governo do estado. Resultado foi aplaudido pela plateia que gritou ‘fora Sartori’. Cerca de 300 pedetistas ocupantes de cargos no governo, terão que abandona-los. Partido já integrou as bases de outros governos antes de Sartori. Principal objetivo parece ser a disputa do governo estadual com candidatura própria. Aguardemos.

Homenagem
Mais uma justa homenagem prestada ao ex-vereador, prefeito, deputado estadual e Conselheiro do TCE Adroaldo Loureiro. O Serviço Regional de Auditoria de Santo Ângelo passou a ser denominado Conselheiro Adroaldo Mousquer Loureiro.

Bombeiros
Situação vivida pelos bombeiros me faz lembrar, os problemas enfrentados pelos chamados ‘soldados do fogo’, não são novos. Em 1984 a Subsecção de Santo Ângelo estava em situação precária. Depois da campanha comunitária encetada pelo Jornal das Missões, com assessoramento do comandante da época, tenente Nilson Bueno, o aquartelamento foi remodelado, efetivos, equipamentos e viaturas alocados e o prefeito, Mauro Azeredo, adicionou 1% ao IPTU, valido até hoje. Mauro assinou o convênio município-governo estadual, ao final da campanha institucionalizada pelo JM, dirigido por Adroaldo Loureiro. .

Ser missioneiro
Ministro do TCU, Augusto Nardes, o que é ser missioneiro?
“Respondo sintetizando momentos da chegada de meu trisavô às missões. Pedro Ribeiro Nardes representa o protótipo das gerações de futuros brasileiros na figura do tropeiro, desbravador e visionário. Nascido em Paranapanema, aproximadamente em 1791, foi casado com sua sobrinha Maria dos Santos tendo nove filhos. Seu sangue indígena foi decisivo quando percorreu as matas para chegar ao seu destino e alargar horizontes. Fez parte da primeira geração da família. Homem inquieto, determinado, não se entregava na primeira refrega. Ao desenvolver na sua fazenda plantações, tinha a intenção de preparar um futuro às próximas gerações. Na Guerra dos Farrapos, de cujos eventos certamente participaram, batizou uma neta em Lages, divisa do RS e SC. Portanto, tropeava entre as missões e São Paulo. Seus méritos começam pela sua saga em Bauru. Como tropeiro, transformado em tenente, foi um dos que ajudaram na reconstrução das missões. Fazia o vai e vem com tropas de quinhentas mulas ou com mil cabeças de gado entre RS e SP, muitas vezes indo até Minas Gerais para reencontrar os rastros de seu antecedente, Leonardo Nardes, descobridor das minas de ouro de Caeté. Percorrendo os caminhos do Sul, encontrou sua identidade nas coxilhas das missões, planícies onduladas que desafiavam um campeiro que saiba montar bem. Foi o elo entre a família que ficou em Itapetininga, os que passaram pela Lapa e os que se estabeleceram em Santo Ângelo. Por volta de 1840, começou a planejar a sua vinda definitiva para Santo Ângelo. Documento encontrado na Biblioteca Nacional, de 1847, comprova que nesse ano estava abrindo estradas nas matas entre os campos de ‘Jiruá’. Poderia ser o início da ocupação do local por tropeiros vindos do Paraná e São Paulo. Pedro havia deixado de tropear e fixado residência nas Missões. Santo Ângelo estava sendo reocupado, por incentivo do Império Português. Símbolo do tropeirismo em minha família deve ter feito dezenas de jornadas entre o Sul e Minas Gerais. Em tropeadas de quatro, cinco meses, encontrava reveses em seu caminho. Para transpô-los, contava com os atributos característicos dos grandes homens de sua época: valentia, coragem, determinação para enfrentar os obstáculos, como os castelhanos que não aceitavam perder suas terras, ou índios lutando para não entregar o seu território, tomado em período que precede às tropeadas de Pedro Nardes. Os tropeiros lutaram para formar o Rio Grande do Sul sobre as patas de seus cavalos e lanças nas mãos. Se não o tivessem feito, talvez hoje não existisse a cultura Gaúcha, nem o Estado. Foi o legado desses grandes homens, aqui representados por Pedro Ribeiro Nardes”.
 

 Jornalista, com passagem por diversos jornais e rádios do Rio Grande do Sul, atualmente coordena o projeto Santo-Angelenses. Escreve nas edições de sábado. 

Email: pedro.a.s.belmonte@hotmail.com

Mais artigos de Pedro Belmonte