Coluna de Renato Schorr

Ruídos
14 de Julho de 2016 às 08:00

Desta feita os ruídos não estão apenas nas esquinas! Visto está, que há uma parcela considerável da população brasileira com o rabo preso. Diante disso, o Magistrado corajoso, de cuja vida já corria perigo, havia dias, além dela, também a sua função está ameaçada, pois, a cúpula malcheirosa, realiza artimanhas legislativas visando afasta-lo das atividades, porquanto a sua atuação constitucional, de represada atuação, corre sério risco de prosseguimento das atividades afins.

Infelizmente, no Brasil as leis podem sofrer modificações a qualquer momento, assim, ao bel prazer dos interesses ou necessidades pessoais ou grupais, em reboadas de interesses econômicos, quando não, pretendendo isentar-se dos rigores da lei, modificam a legislação, impondo a mais valia, retroativa. Em contrapartida, quando ocorre a propositura de uma lei em benefício da nação, essa, toma a coloração desbotada nas gavetas, para depois, ser repensada, desvirtuada, sobrevindo com rigores ao povo, aos invés das sonhadas benesses.

Moro corre perigo? Sem dúvida alguma! Os poderosos homens e mulheres do Congresso Nacional, dever-se-ia, escrever congresso nacional, farinhas do mesmo saco, distribuídas em pacotinhos de quilo, para contemplar a existência de tantos partidos, são “fervorosos adversários”, no exato momento da partilha de cargos públicos, na assunção de direções de estatais (e esvaziam as finanças de todas), ministérios, secretarias e uma enorme gama de funções públicas criadas apenas para acomodar correligionários, por óbvio, de domínio da população, dos alçapões de Brasília aos mais escondidos rincões.

Estes mesmos “representantes” da população esquecem as suas rivalidades e ideologias, deixam bem distante as convicções partidárias, para fatiar o bolo e saborear os resultados.Juntos louvam a liberação de jogos de jogos de azar,do corte de verbas para a Polícia Federal, Secretarias de Segurança, educação, aprovam a elaboração de um currículo nacional de ensino” com cartilha sexual para criancinhas, permitem o sucateamento da saúde, a deterioração de unidades, sequer inauguradas, embora o povo dispense a inauguração, feliz estaria se pudesse usufruir delas!

Pois corre perigo Sérgio Moro e disso o leitor possui certeza e convicção! Apenas nas informações veiculadas na imprensa (e as não veiculadas), sabe-se que ferrenhos adversários, entre si, articulam a destituição de Moro, inclusive, pretendem processa-lo! Na disputa pela presidência da Câmara, projetadam as mais ridículas articulações. Estariam fazendo crer? Não, pelo contrário, estão demonstrando que nós – povo -, somos perfeitos idiotas! Fazem isso, pela simples razão, de massa de manobra! No Leste europeu, o povo jogou alguns políticos nas lixeiras. Literalmente. Por aqui, enaltecemos até mesmo, aqueles que estão com as mãos sujas com o óleo da corrupção.

Os ruídos do desmantelamento da Lava-Jato estão no silêncio do silêncio, enquanto isso a sociedade, dividida entre “nós e eles”, assiste dividida a fome, a miséria, a destruição da célula social da Venezuela, imaginando ser filme ficção. Ó povo, não há sono eterno, o monstro acordará a princesa.
 

Advogado e tradicionalista. Escreve nas edições de quinta-feira.

Email: renatinhoadv@yahoo.com.br

Mais artigos de Renato Schorr