Notícias: Esportes

Os bastidores dos preparativos para o início da Fenamilho

Reportagem mostra alguns expositores internacionais, a limpeza e a jardinagem e um parque vigiado

27 de Abril de 2013 às 07:00
Os bastidores dos preparativos para o início da Fenamilho
Djiby Samb é um artesão em madeira que veio do Senegal. Fotos: Odair Kotowski/JM

A Fenamilho Internacional – 16ª edição inicia neste sábado (27), mas durante a semana a organização e os expositores trabalharam intensamente para deixar tudo pronto para o começo da feira de negócios. A reportagem do Jornal das Missões acompanhou parte dos preparativos para mostrar algumas curiosidades dos bastidores e quem estará no evento.

EXPOSITORES DO EQUADOR E SENEGAL

Será a primeira vez que o artesão senegalês Djiby Samb, 29 anos, estará expondo na Fenamilho. Há cinco anos vem ao Rio Grande do Sul para participar de feiras e foi durante a Festa do Mar, realizada em Rio Grande nos meses de março e abril, que descobriu a importância da Feira do Milho. “É muito bom esse tratamento que estou recebendo dos gaúchos e a Fenamilho será uma grande oportunidade para fazer negócios”, diz Samb.

O estande do senegalês fica no pavilhão 2. Ele produz peças em madeira com a temática África, tais como girafas, mulheres africanas, leões, elefantes, tartarugas, anéis e pulseiras de aço inoxidável. As peças variam de R$ 10,00 a R$ 30,00.

De Quito, no Equador, veio o empresário Marco Santana da empresa Arte Equador. Seu estande fica no pavilhão 3 e terá para venda roupas e acessórios do Equador e da Índia. “Participo da Fenamilho desde 2005. Fiz muita amizade na feira. Aqui eu como bastante churrasco e principalmente levo comigo um pouco da cultura e costumes dos missioneiros. É uma oportunidade para grandes negócios. Daqui, envio por e-mail ao Equador as novidades da feira e até tem equatoriano que vem para cá”, frisa Saldanha.

Alguns estandes são bem criativos. É o caso do Analia Farmácia de Manipulação de Santo Ângelo (pavilhão 3), que foi montado com tablados de madeira usados. Segundo a representante da empresa, Valéria Nascimento, são materiais usados no armazenamento de milho e outras sementes. “Como vendemos produtos artesanais como sabonetes, aromatizantes de ambientes e lençóis e kits para presente, pensamos em alguma coisa mais rústica para a decoração”, explica.

Para receber os visitantes e expositores uma grande equipe de profissionais trabalhou na limpeza interna e externa do Parque de Exposições Siegfried Ritter. É o caso de Maria de Lourdes de Moraes, que coordena os funcionários da limpeza contratados pela empresa América do Sol.

Assim como Maria e sua equipe, dezenas de outros operários se dedicaram para embelezar o parque com flores e folhagens. Um anão que ajudou a montar o estande das Churrasqueiras Trevo, de Santa Rosa, também chamou a atenção. O torneiro mecânico Fábio Jairo Bloch é quem puxou a frente no trabalho da equipe.

Nesta edição da feira, outro destaque é para o aumento de empresas revendedoras de carros importados, tais como Citröen, Nissan, Renault e Mitsubishi.

Parque vigiado por câmeras

Quem for à Fenamilho poderá se sentir mais seguro. Além da presença de policiais militares e civis, o vice-presidente Oswaldino Lucca afirma que todas as ruas e o anfiteatro do parque serão vigiados através de câmeras de monitoramento durante 24 horas por dia até o dia 5 de maio.

“E para quem ser se divertir no parque toda a bebida será vendida a preço único em todos os pontos de venda, inclusive haverá uma tabela exposta em cada estabelecimento informando os valores. Orientamos para que ninguém pague bebidas acima do valor”, ressalta.

Fotos vinculadas

O empresário Marco Santana traz os seus produtos do Equador Valéria Nascimento mostra a criatividade em seu estande Dezenas de câmeras foram instaladas em pontos estratégicos no interior do Parque Milton Matins, Marlene Machado e Romilda Scremin trabalharam no paisagismo do parque Milene Ribeiro, Maria de Moraes e Zontina da Silva ajudam na limpeza dos estandes Torneiro mecânico Fábio Jairo Bloch (à frente) puxou a frente no trabalho da equipe

Por Odair Kotowski (odair@jornaldasmissoes.com.br)

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Esportes