Notícias: Geral

Obras de reforma no Aeroporto Regional podem iniciar até o final de abril

Diretor do DAP diz que data oficial depende de uma conversa com a direção da Brava Linhas Aéreas

14 de Março de 2013 às 08:40
Obras de reforma no Aeroporto Regional podem iniciar até o final de abril
Obras de reforço na pvimentação da pista do aeroporto devem custar R$ 5,6 milhões e devem durar 4 meses. Foto: Arquivo/JM

O diretor do Departamento Aeroportuário (DAP) do Rio Grande do Sul, Roberto Carvalho Neto, disse nesta quarta-feira (13), em entrevista no programa Rádio Visão da Rádio Santo Ângelo, que está na iminência o início da reforma do Aeroporto Regional de Santo Ângelo. A previsão é de que a Cotrel de Santa Maria, empresa vencedora da licitação, comece a obra até o final de abril.

Carvalho Neto falou que na semana passada o projeto de reforma recebeu o parecer favorável da Controladoria e Auditoria Geral do Estado (Cage). “As questões burocráticas estão todas resolvidas. Recebemos no final do ano passado uma autorização da Secretaria de Aviação Civil para o início das obras e agora resta apenas um acerto com a Brava Linhas Aéreas, antiga NHT, e com o Aeroclube, pois para a obra acontecer será necessária a interdição do aeroporto. A Brava terá que suspender a venda de passagens e no caso do Aeroclube será preciso transferir ou suspender as operações pelo período da obra”, respondeu o diretor, acrescentando que a estimativa é de que o Aeroporto fique fechado por pelo menos quatro meses.

OS ATRASOS NA OBRA

Segundo o diretor do DAP a demora para o início da obra foi porque o Departamento aguardava uma licitação de 2010. “Alterações na tabela de licitações de obras atrasaram o processo e tivemos que fazer algumas adequações no projeto. A empresa vencedora da licitação precisou diminuir ainda mais o preço para execução da obra para que não fosse necessária a realização de uma outra licitação”.

Inicialmente o valor da obra era de R$ 5,9 milhões e agora, com a alteração do projeto, será de R$ 5,6 milhões para o reforço no pavimento, que permitirá receber aeronaves maiores, porém, com restrição de peso. “Após a reforma o valor das passagens ficarão mais baratas e o novo aeroporto permitirá a ampliação de rotas”, destaca.

A pista não deverá ser ampliada, mesmo assim Carvalho Neto garante que aeronaves Boeing 737-700 poderão operar em Santo Ângelo.

O diretor do DAP disse que no início de 2012 sugeriu à Azul para que a empresa de aviação colocasse Santo Ângelo em seu plano de expansão e operasse com jatos Andreas 190, efetuando voos até para fora do Estado. “Só que com a implantação do subsídio do Governo Federal, que permite comprar assentos não ocupados das aeronaves, poderá haver mais empresas interessadas em expandir rotas para Santo Ângelo”.

Os 15 aeroportos gaúchos beneficiados pelo Programa de Investimentos em Logística para Aeroportos estão localizados em Alegrete, Bagé, Caxias do Sul, Erechim, Gramado, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Cruz, Santa Maria, Santa Rosa, Santa Vitória do Palmar, São Borja, Santo Ângelo e Uruguaiana.

Por Odair Kotowski (odair@jornaldasmissoes.com.br)

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral