Notícias: Geral

Cajar Nardes diz que obras da BR-392 ligando Santo Ângelo a Santa Maria podem começar no final de 2012
30 de Dezembro de 2011 às 21:30
Cajar Nardes diz que obras da BR-392 ligando Santo Ângelo a Santa Maria podem começar no final de 2012
Cajar Nardes (E) concedeu entrevista no programa Linha Aberta, da Rádio Santo Ângelo

O início das obras de continuação da BR-392, em trecho de 220 km entre Santo Ângelo e Santa Maria, poderá ocorrer no final de 2012. A confirmação foi feita na manhã desta sexta-feira pelo santo-angelense Cajar Ribeiro Nardes, gerente de projetos do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT).

Ele participou de longa entrevista no programa Linha Aberta, da Rádio Santo Ângelo, apresentado pelos radialistas J.Miguel e Luiz Otávio Zysko. Segundo Nardes, a obra, que conta com o apoio do deputado federal Paulo Pimenta, que coordena a bancada gaúcha no Congresso, teve intervenção decisiva do prefeito de Santo Ângelo, Eduardo Loureiro.

Pelas previsões do DNIT, a conclusão do estudo de viabilidade técnica e econômica, impacto ambiental e traçado deverá ocorrer no mês de julho. Cajar Nardes disse que, terminado esse trabalho, o DNIT abre imediatamente o edital de licitação da obra, que deverá ser dividida em várias etapas.

“Isso ocorrendo até o mês de setembro, com certeza a obra desse novo trecho da BR-392 poderá ser iniciado ainda em dezembro do novo ano”, afirmou.

Paralelo à obra dessa importante rodovia, já está no projeto a construção de um anel rodoviário no município de Santo Ângelo, passando ao lado da perimetral norte. Com relação a esse novo traçado da BR-392, Nardes disse que só existirá uma definição após a conclusão do estudo de viabilidade técnica e econômica.

O gerente de projetos do DNIT também anunciou que haverá a construção, em 2012, de uma rotatória no entroncamento da BR-392 com a ERS-344 em Santo Ângelo, local onde várias vidas já pereceram.

Sobre a ponte internacional ligando o Rio Grande do Sul com a Argentina, Cajar Nardes frisou que, como se trata de um projeto binacional, o processo é muito lento, e por enquanto nada está definido em termos de governo brasileiro.

Fonte: Rádio Santo Ângelo

Mais Notícias: Geral