Notícias: Geral

Lavouras de soja já registram perdas de 40% em Santo Ângelo

A soja de cultivares de ciclo precoce está sendo a mais afetada com a falta de chuva

10 de Janeiro de 2012 às 08:12
Lavouras de soja já registram  perdas de 40% em Santo Ângelo
A falta de chuva está fazendo com que pés de soja sequem, como mostra o técnico agrícola Décio Pohl

 As lavouras de soja, de cultivares de ciclo precoce (semeadas no final de outubro), já registram em torno de 40% de perdas. No momento, elas estão na fase de floração e sofrem mais que o restante das lavouras que foram plantadas mais tarde e que estão em desenvolvimento vegetativo.

Essa é a afirmação do técnico agrícola do Escritório Municipal da Emater, Décio José Pohl. Segundo ele, em Santo Ângelo, foram cultivados 35,8 mil hectares de soja. “Precisamos de uma chuva o mais rápido possível para tentarmos reverter esta situação. A soja é mais resistente a falta de chuva do que qualquer outra cultura e poderá reagir a chuvas mais consideráveis”, explica.

Pohl diz que a estimativa inicial de produtividade, no município, é de 40 sacas por hectare, ou seja, mais de 1,4 milhão de sacas. Porém, esta previsão já diminui por causa da seca. Em Santo Ângelo, as lavouras, que deveriam estar com os pés de soja com mais de um metro de altura, encontram-se com menos de 30 centímetros.

Embora ainda esteja longe, a previsão de início da colheita das primeiras lavouras está marcada para o final de março e começo de abril.

Por Odair Kotowski

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral