Notícias: Geral

Inauguração do Estádio Municipal: drenagem não resiste à primeira chuva

Inaugurado na quarta-feira (28), gramado ficou alagado após chuva um dia depois

31 de Dezembro de 2016 às 07:50
Inauguração do Estádio Municipal:  drenagem não resiste à primeira chuva
Gramado do Estádio ficou alagado após chuva registrada na quinta-feira (29) (Foto: Raíza Goi)

 Um dia após ser inaugurado, o Estádio Municipal Carlos Wilson Schröeder teve a sua drenagem testada pela primeira vez, e o saldo não foi positivo. O gramado da estrutura, que foi remodelada e entregue à  comunidade na tarde da quarta-feira (28), não resistiu à chuva registrada durante a quinta-feira (29) e o resultado foi o alagamento do local, recém inaugurado após um ano e nove meses do “pontapé” inicial de suas obras.

A remodelação foi iniciada em março de 2015, com previsão de entrega em março deste ano, durante a programação  de aniversário de Santo Ângelo. No entanto, segundo o secretário municipal de Turismo, Esporte, Lazer e Juventude, João Batista Rodrigues da Silva, o atraso na entrega se deve ao cenário do Governo Federal e “às tragédias que houveram no Brasil durante o ano passado e neste, como a questão do repasse do recurso para a obra. Se sabe que sem dinheiro não se consegue trabalhar. Então estivemos um período parado e hoje conseguimos entregar”.
Para as melhorias no espaço foram investidos R$ 1,12 milhão, entre recursos provenientes de repasse do Ministério do Esporte e de contrapartida do município. Os recursos foram aplicados na drenagem do campo, troca de gramado, implantação de sistema de irrigação, recuperação dos vestiários, que foram transformados em sanitários, construção de novos vestiários e arquibancadas, remodelação da copa, cercamento do campo e do estádio e construção de casamatas para as equipes, imprensa e Brigada Militar. 
O vereador Marcos Mattos, secretário municipal na época de elaboração e aprovação do projeto junto ao Ministério do Esporte, explica que a obra foi inicialmente orçada em R$ 940 mil, sendo necessário o aumento da contrapartida do município para a sua execução. Do valor investido no local, R$ 749 mil são de repasse do Ministério. 
João Batista comenta que “os recursos são provenientes de um projeto que começamos em 2013, com a captação junto ao Ministério dos Esportes. Pois, se esperarmos somente pelo município,  infelizmente não há condições de investir”. O atual secretário também destaca que a estrutura é uma forma de fomentar o esporte amador em Santo Ângelo, através da disponibilização de um espaço que é publico. “Com certeza, poucos clubes do Rio Grande do Sul têm acesso a esta infraestrutura que estamos disponibilizando para a comunidade de Santo Ângelo e para o esporte amador”, completa. 
A previsão é de que os clubes amadores do município desfrutem da estrutura, que a partir do próximo ano deverá receber os jogos do Campeonato Municipal. “Muitos acompanharam nosso dilema neste ano, quando tivemos que locar espaços para poder fazer um campeonato. Muitas vezes disputamos com a SER Santo Ângelo o espaço deles, e o Clube tem um belíssimo estádio, que usamos para o esporte amador. Por isso, agradecemos muito à direção da SER Santo Ângelo pela parceria que construímos”, finaliza. 
 

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral