Notícias: Geral

1ª Conferência Municipal da Saúde da Mulher ocorre hoje

Quatro delegados serão escolhidos para levar as demandas e propostas para a Conferência Estadual

16 de Maio de 2017 às 09:40
1ª Conferência Municipal da  Saúde da Mulher ocorre hoje
Prefeito Jacques Barbosa e a primeira-dama Juliana Barbosa recebendo o convite para o evento

O município de Santo Ângelo terá hoje a 1ª Conferência Municipal da Saúde da Mulher, que será realizada no Clube Comercial. O evento é promovido pela Secretaria da Saúde, Conselho de Saúde e Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres e Conselho dos Direitos da Mulher e aberto para a participação de toda a comunidade.

Conforme a titular da Coordenadoria do Departamento Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Simone Lunkes, a conferência é um importante instrumento de participação e a partir dela serão escolhidos quatro delegados entre usuários de políticas públicas e profissionais da área que levarão os debates e propostas de Santo Ângelo para o debate em esfera estadual, a partir da Conferência de Estado.

A Conferência tem início às 8h. Os eixos temáticos “Diretrizes para definir a Política Estadual de Atenção Integral a Saúde das Mulheres” e “Implementação da Política Nacional de Atenção Integral a Saúde das Mulheres” serão apresentados pela coordenadora regional da política de saúde da mulher da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Camila Manzotti.
No segundo painel, a palestrante Rosangela Angelim, professora de Direito URI, campus Santo Ângelo, apresentará os eixos temáticos: Políticas Públicas para as mulheres e a participação social, vulnerabilidade e equidade na vida e na saúde das mulheres, o mundo de trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres e o papel do Estado no desenvolvimento socieconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde da mulher.

Os debates visam definir diretrizes para a Política Estadual e à Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres. Segundo Simone Lunkes, a conferência visa debater a organização dos serviços da saúde da mulher, avaliar carências e potencialidades e definir prioridades para nortear uma política municipal de atenção à saúde da mulher. “Vamos discutir e elencar prioridades para que tenhamos uma política de saúde em Santo Ângelo voltada à mulher e com serviços de qualidade”, assinalou. 

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral