Notícias: Geral

Prefeito declara situação de Emergência

Força tarefa iniciou ações emergenciais ontem e trabalho deve seguir durante o fim de semana

03 de Junho de 2017 às 07:30
Prefeito declara situação de Emergência
Poder Executivo reunido para debater a busca de soluções (Foto: Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo)

O Governo Municipal ainda está calculando o montante dos prejuízos provocados pelas chuvas intensas registradas no período de 18 a 31 de maio e que afetaram estradas, pontes e bueiros do interior, a malha viária urbana e a produção primária de Santo Ângelo, com danos nas lavouras de soja safrinha, de milho e pastagens, perdas significativas nos setores de hortifrutigranjeiros e piscicultura, e na produção leiteira. Residências foram atingidas em locais de grande concentração de famílias de baixa renda, além de afetar a estrutura física de prédios públicos, principalmente escolas e postos de saúde.

Considerando o levantamento das secretarias e departamentos públicos da municipalidade, feito em conjunto com a Emater e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o prefeito Jacques Barbosa assinou o Decreto Nº 3.720, que declara Situação de Emergência em Santo Ângelo, na tarde desta sexta-feira, dia 2.

Um relatório da Estação Meteorológica da Universidade Regional Integrada Campus local, apontou 732,8 milímetros de precipitação no mês de maio, quando a média dos últimos 30 anos no Rio Grande do Sul não passou dos 87 milímetros. Os maiores volumes de chuvas, segundo a Estação foi justamente no período de 18 a 31 de maio com registro de 621,8 milímetros, excesso que contribuiu para provocar inundações e as consequentes perdas no setor primário de Santo Ângelo.

Conforme dados da Secretaria Municipal dos Transportes, as enxurradas atingiram severamente 850 quilômetros de estradas no interior, vários acessos foram interrompidos, seis pontes estão com suas estruturas comprometidas e 50 bueiros foram levados pela força das águas.
No setor primário foram sentidas perdas na produção e no recolhimento de leite, na produção de hortifrutigranjeiros e na piscicultura provocadas pelo rompimento de vários açudes.

FORÇA TAREFA
O prefeito Jacques Barbosa declarou que o Governo Municipal esteve e está auxiliando as famílias em situação de risco, equipes trabalharam para a desobstrução de estradas mesmo com muita chuva, e que disponibilizou todo o aparato possível à população para minimizar os efeitos das intensas precipitações pluviométricas. Jacques também determinou a formação de uma força-tarefa formada pelas secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos, Transporte e Agricultura, para trabalhar de forma emergencial nos setores mais atingidos pela intempérie, inclusive durante o fim de semana.
 

Mais Notícias: Geral