Notícias: Geral

Criada comissão para estruturar projeto de formação para empoderamento das mulheres

Curso será ministrado com base em projeto da ONG Themis Gênero, Justiça e Direitos Humanos

04 de Julho de 2017 às 09:30
Criada comissão para  estruturar projeto de formação para empoderamento das mulheres
Reunião foi realizada na sexta-feira (30), na Uri (Foto: Divulgação)

Foi criada na sexta-feira (30), durante uma reunião realizada no campus da Uri Santo Ângelo, uma comissão de trabalho para estruturar o projeto de Formação de Promotoras Legais Populares (PLPs) da ONG Themis Gênero, Justiça e Direitos Humanos de Porto Alegre.

O projeto estratégico para repensar o campo jurídico visando a garantir o acesso à justiça a todas as mulheres é uma das metas da Coordenadoria Municipal da Mulher e foi apresentado para os representantes do serviço da rede de atendimento à mulher, composto pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Patrulha Maria da Penha da Brigada Militar, Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Clubes de Mães, Emater e lideranças feministas e cursos de psicologia e Direito da Uri através das professores Lizete Diegues e Rosângela Angelim.
A coordenadora do projeto junto à ONG, Maria Guanecí Marques de Ávila, explica que o programa de formação das PLPs é um efetivo instrumento de afirmação e disseminação dos direitos humanos das mulheres, particularmente em relação à violência doméstica e aos direitos sexuais e direitos reprodutivos. “O programa firmou-se como uma política pública não estatal. Começou na capital gaúcha, Porto Alegre, em 1993, e, 20 anos depois, está implementado em 14 municípios do Estado do Rio Grande do Sul e em 11 estados brasileiros. Serve para empoderar as mulheres através da informação e do conhecimento do acesso aos seus direitos, tornando-as multiplicadoras destas informações”, destaca.

A responsável pela Coordenadoria Municipal da Mulher, Simone Lunkes, diz que a Comissão para estruturar o projeto foi formada com integrantes da Deam, Coordenadoria da Mulher e cursos de Psicologia e Direito. “Este curso é uma das metas da Coordenadoria dentro das políticas públicas de Enfrentamento à Violência e para isso temos o apoio do prefeito Jacques Barbosa”, observa.

O curso gratuito de 80 horas/aula será realizado aos sábados, com previsão de início em setembro. Os professores são especialistas voluntários/as de diversas áreas do conhecimento que emprestam suas habilidades e competências em encontros de que privilegiam a interação, o diálogo e a troca de experiências entre facilitadores e alunas.

“Ganham os especialistas, que experimentam romper com a tradição de isolamento e pasteurização do cotidiano das metas de eficiência na prestação jurisdicional, de solução de conflitos; e ganham também as mulheres que, no contato direto com outros agentes sociais, ampliam sua capacidade de intervenção em sua realidade próxima, nas relações interpessoais, familiares e comunitárias”, complementa Maria Guanecí Marques de Ávila.
As interessadas já podem fazer a pré-inscrição junto à Coordenadoria Municipal da Mulher na rua Antunes Ribas, 3591. O telefone para mais informações é 3312-7400. 

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral