Notícias: Geral

Vocalista Alex Ximú fala da carreira e desafios em preservar o rock

Nesta quinta-feira (13) é celebrado o Dia Mundial do Rock

13 de Julho de 2017 às 10:09
Vocalista Alex Ximú fala da carreira e desafios em preservar o rock
Para marcar a data, JM ouviu um ícone do rock missioneiro, Alex Ximú (Foto: Divulgação)

Hoje é celebrado o Dia Mundial do Rock. Curiosamente, essa data não tem nada de “mundial”, já que ela é comemorada — até onde se sabe — apenas aqui no Brasil. A data comemorativa teve origem graças ao icônico megaconcerto beneficente Live Aid que aconteceu no dia 13 de julho de 1985 — ou seja, há exatos 32 anos.

O MÚSICO
O vocalista Alex Paim Finkler, o Alex Ximú, 37 anos, foi convidado pela reportagem do JM para falar sobre a paixão pelo rock e os desafios da carreira. Começou a admirar o estilo musical nos anos 90. Há 17 anos canta na banda Iron Maiden Cover, de Ijuí; há um ano do Creedence Cover e há pouco mais de um ano tem rodado com o projeto Alex Ximú Acústico, apresentando-se em bares, restaurantes e Pubs do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

GUARDA PATRIMONIAL
Embora sendo um dos artistas mais admirados na região, Ximú admite que não é possível viver somente do Rock. Para complementar a renda trabalha como guarda patrimonial em uma empresa de segurança, em Santo Ângelo. “Teve um tempo que eu fazia até seis shows por mês, mas eles começaram a diminuir a medida que o sertanejo universitário começou a dividir este espaço com o rock. Isso não significa que o rock morreu. Ele está mais vivo do que nunca pela sua cultura e história”.
Com o uniforme de guarda, Ximú nem sempre é reconhecido pela rua. Chega a passar desapercebido até pelos amigos mais próximos, mas quando o look é de roqueiro de longe recebe o carinho dos fãs. Sua interpretação vocal chega a ser confundida com a voz de Bruce Dickinson, vocalista da banda Iron Maiden, que aliás é um de seus ídolos e inspirador de muitas de suas composições.

PRECONCEITO
Ximu revela que ainda há um preconceito de pessoas pelo estilo de vestir de um roqueiro. “Tem uma parcela de culpa pela própria filosofia de como a gente vive. Mas a calça jeans e camiseta estampada, muitas vezes preta, já fazem parte da minha rotina. Quando estou vestido com o uniforme de guarda é como se eu perdesse minha identidade”.

VALORIZAÇÃO DO ROCK
No rock, além de Iron, Guns N’ Roses é outra inspiração. Foi a primeira banda que ouviu. “Mas no mundo musical sou bem eclético e curto as músicas do Roupa Nova, Amy Winehouse e anos 80”. Nos anos 2000, Ximú foi promotor de festivais de rock independente, como Inverno Metálico (organizou três edições), que tinham o objetivo de prestigiar e valorizar músicos de rock. Outro festival foi o Scream Of Metal – Grito do Metal, realizado na antiga Central do Estudante. “Esses festivais oportunizavam apresentações às bandas e músicos de rock, já que nem todos os bares abriam espaço para este estilo de música e existiam poucos Pubs”.

FUTURO DA MÚSICA
Para Ximu, o futuro do rock deve estar em as bandas tocarem um “som alternativo, mesclando algo do tipo Anos 70. “Mas se ainda hoje existo como vocalista de rock tenho que agradecer a todos os músicos que tocam comigo e que já tocaram; aos fãs que nos acompanham e em especial aos meus filhos João Arthur (14) e Guilherme Antônio (3)”, finaliza.

Confira as atrações de Santo Ângelo e região pelo Dia do Rock
Para marcar este Dia Mundial do Rock e fomentar a cultura do ritmo em Santo Ângelo, bem como enaltecer os artistas locais, a Secretaria Municipal de Cultura promoverá nesta quinta-feira (13) um “Palco Livre” no Centro Municipal de Cultura. O evento ocorre a partir das 18h30, com o objetivo de promover a interação entre as bandas locais e a comunidade que curte um bom rock. Estão previstas apresentações dos artistas Rodrigo Santos, André Souza e Jeferson Morais, além de outros músicos do cenário local e da região. O evento é gratuito para toda a comunidade.

Amanhã também haverá programação especial em alusão ao Dia do Rock no Estação Universitária (Rua Universidade das Missões, próximo a URI). A partir das 21h30, o local terá a apresentação de Everton Freitas. Também nesta sexta-feira (14), o Kings Bar (Duque de Caxias, 1215, esquina com Venâncio Aires) recebe a apresentação de Bolão e Banda. No próximo sábado (22), ainda em comemoração ao mês do rock, o Kings Bar juntamente da Live Club promovem o show da banda Vera Loca, um dos maiores nomes do rock gaúcho. Este evento será realizado na Live (Rua Duque de Caxias, 1184), com ingressos no valor de R$ 20,00 o primeiro lote e R$ 30,00 o segundo. Ingressos estão sendo vendidos no restaurante Quick ou no Kings. Informações e reservas podem ser obtidas através dos telefones: (55) 999656-5542 (GD), (55) 99696-0710 (Live Club), (55) 99658-6688 (Saulo Zatt) e (55) 99701-5989 (William Lemes).

Para quem deseja comemorar o Dia Mundial do Rock desbravando as atrações da região, uma das opções é o show da banda Tenente Cascavel, que ocorre no Bahan Bakar Pub, em Ijuí (Rua do Comércio, 2686), amanhã. O grupo é a união de integrantes de duas bandas de rock gaúcho de grande sucesso nos anos 80 e 90. Márcio Petracco, Luis Henrique “Tchê” Gomes e Paulo Arcari, integrantes da “TNT”, e Luciano Albo (baixo, guitarra, vocais) de “Os Cascavelletes”, ajudaram a escrever uma importante página da história da música local e nacional.

Fotos vinculadas

Ximú no início de sua carreira nos anos 2000 (Foto: Divulgação)

Mais Notícias: Geral