Notícias: Polícia

Estuprador que atacou menina segue foragido

Polícia Civil divulgou fotos do acusado

12 de Janeiro de 2016 às 10:02
Estuprador que atacou menina segue foragido
Foragido Oscar Alves de Jesus, 52 anos (Fotos: Polícia Civil/Divulgação)

Na manhã de ontem, em coletiva de imprensa, o delegado Bruno de Oliveira, da Polícia Civil de Ijuí, responsável pelas investigações do caso de estupro de uma menina de dez anos, ocorrido em Catuípe, confirmou a identidade do homem acusado de ser o autor do crime. Ele tem 52 anos e se chama Oscar Alves de Jesus, natural de Ijuí e foragido da Justiça desde novembro de 2013.

Oscar tem passagens na Justiça de São Paulo e no Rio Grande do Sul, em que possui diversos indiciamentos por mais de um estupro, tentativa de homicídio e posse ilegal de arma de fogo.

“A primeira fase da investigação está encerrada. O acusado está devidamente identificado e apontamos ele, sem sombra de dúvidas, como o autor do delito. Iniciamos agora uma segunda etapa que novamente pede o apoio de toda a comunidade no sentido de repassar informações para localizar este indivíduo”, declara o delegado.

A investigação parte para a busca e prisão de Oscar. No sábado (9) a polícia localizou o Uno, utilizado pelo acusado em Catuípe, que é de propriedade do irmão de Oscar, que estava estacionado em uma via pública, no Bairro Aliança, em Santo Ângelo, em frente a um condomínio.

“Queremos agradecer às pessoas que nos ajudaram, comprometidas, que nos passaram informações para que a gente identificasse o acusado”, conta o delegado Bruno de Oliveira.

Há informações de que Oscar Alves de Jesus estaria na cidade de Cruz Alta. O delegado Bruno ressalta que as pessoas que por ventura o identificarem, que não entrem em contato com ele, por se tratar de um indivíduo altamente perigoso.

Informações devem ser repassadas para a Brigada Militar pelo telefone 190 ou para a Polícia Civil pelo telefone 197. A identidade do informante será mantida em sigilo.

Fotos vinculadas

Delegado Bruno de Oliveira (Foto: Paulo Martins)

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Polícia