Notícias: Polícia

Acusado de matar Luana se apresenta à polícia e diz que crime foi em legítima defesa

Jovem de 19 anos foi morta na noite de domingo (21) pelo próprio namorado

27 de Fevereiro de 2016 às 10:50
Acusado de matar Luana se apresenta à polícia e diz que crime foi em legítima defesa
Luana Carolaine Silva, 19 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

 Na tarde de quinta-feira (25), o principal suspeito de ser o autor do crime que tirou a vida de Luana Carolaine Silva, de 19 anos, se apresentou à Polícia Civil. O responsável pelo segundo feminicídio do ano em Santo Ângelo é um homem de 27 anos, namorado da vítima. Ele confessou a autoria do crime e afirmou que foi em legítima defesa.
De acordo com a delegada Maria Rosane Fontela Nunes, que atendeu o caso, a polícia já tinha certeza da autoria do crime e aguardava apenas a apresentação do acusado. Durante o depoimento, o homem de 27 anos disse que, um dia antes do crime, Luana encaminhou mensagens para o acusado prometendo sua morte. Já na noite de domingo, após discussão, o casal foi de mototaxi até a casa do namorado para que Luana buscasse roubas que teriam ficado na casa dele. Após isso, de acordo com o acusado, Luana teria sacado uma arma e ele, por impulso, acabou dando um golpe e tirou a arma das mãos dela em legítima defesa, fato que ocasionou o disparo da arma com um tiro que atingiu a cabeça de Luana.
Em depoimento, os familiares do homem chegaram a afirmar que ele também já teria ameaçado Luana de morte. O crime ocorreu no Bairro União, na residência da mãe do rapaz que namorava Luana. Ele foi preso e encaminhado ao Presídio Regional de Santo Ângelo. Luana cuidava de dois irmãos cadeirantes.
O caso passa a ser investigado agora pela delegada Elaine Maria da Silva, que estava em férias e retorna à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. O laudo pericial deve sair no máximo em 30 dias.

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Polícia