Notícias: Política

Ex-prefeito Eduardo Debacco Loureiro é confirmado candidato a deputado estadual
23 de Junho de 2014 às 18:00
Ex-prefeito Eduardo Debacco Loureiro é confirmado candidato a deputado estadual
Eduardo Loureiro (em pé) teve sua candidatura homologada durante a convenção estadual do PDT em São Borja

Em uma manhã carregada de emoção e simbolismos, o PDT homologou no sábado (21), em São Borja, as candidaturas do deputado federal Vieira da Cunha ao Governo gaúcho e do jornalista Lasier Martins ao Senado. Os pedetistas homologaram também a candidatura do ex-prefeito de Santo Ângelo, Eduardo Debacco Loureiro, a deputado estadual. Loureiro é o único candidato do partido das regiões Missões e Noroeste a disputar o cargo.
O ato, realizado no CTG Boitatá, contou com a presença do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e de mais de dois mil militantes dos cinco partidos que formam a aliança, sendo também uma grande homenagem ao fundador e principal líder do PDT, Leonel Brizola, cujo falecimento ocorreu há exatos 10 anos.

Eduardo Loureiro disse no encontro que será uma honra assumir essa nova missão, e que se sente à vontade para representar a região. “Conheço a fundo a realidade de cada município missioneiro e do Noroeste gaúcho. Me sinto absolutamente preparado para esta nova missão”, disse ele logo após a homologação do seu nome como candidato a deputado estadual.

CURRÍCULO
Eduardo Debacco Loureiro foi prefeito de Santo Ângelo por dois mandatos (de 2005 a 2012). Nesse período, exerceu a presidência da Associação dos Municípios das Missões (AMM) por duas oportunidades. Em 2012, foi escolhido como “Administrador do Ano” na área pública, pelo Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS). Durante a sua gestão na prefeitura de Santo Ângelo, recebeu o título de “Prefeito Empreendedor”, do Sebrae, o “Prêmio Gestor Público” do Sindicato dos Auditores Fiscais do RS (Sindaf) e o “Selo Amigo da Criança” da Fundação Abrinq. Atualmente é presidente do PDT de Santo Ângelo e coordenador regional do partido na região das Missões.

Na área privada, Eduardo é mestre em Administração de Empresas e professor dessa área na URI e na CNEC Santo Ângelo (Iesa). Eduardo exerceu a direção da Rádio Santo Ângelo e do Jornal das Missões entre 1996 e 2004, retornando em 2013. Foi diretor da Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert), secretário estadual do Sindicato das Emissoras de Rádio e Televisão do RS (SindiRádio), e coordenou o Comitê Regional da Qualidade na Comunicação, ligado ao Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade. 

Homenagens dos pedetistas a Brizola, Jango e Getúlio marcaram convenção

Os primeiros pedetistas se reuniram antes mesmo das 8h, na Igreja Matriz, onde uma missa foi celebrada em homenagem ao ex-governador Brizola. Após a cerimônia, Vieira e Lasier puxaram a fila de militantes por cerca de 200 metros, onde deixaram 12 rosas vermelhas – a flor símbolo do PDT – sobre o Memorial Getúlio Vargas. Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a construção guarda os restos mortais do ex-presidente, cujo suicídio ocorreu em agosto de 1954, quase 60 anos atrás.

Do centro de São Borja, os militantes foram até o cemitério Jardim da Paz, onde estão sepultados Brizola e o ex-presidente João Goulart. O gesto de depositar 12 rosas sobre o túmulo foi repetido por Vieira, Lasier e por companheiros de partido, como o advogado e pré-candidato a deputado federal Christopher Goulart, neto de Jango. O último momento específico para as homenagens foi na Câmara de Vereadores, onde uma sessão solene lembrou os 10 anos da morte de Brizola.

O ápice da jornada foi pouco antes do meio-dia, quando Vieira e Lasier chegaram ao CTG Boitatá. Eles eram aguardados por mais de duas mil pessoas, que empunhavam bandeiras e cantavam o jingle preparado para a convenção.

O presidente estadual do PDT, Romildo Bolzan, abriu os trabalhos agradecendo o apoio do DEM, PSC, PV e PEN, siglas que já confirmaram apoio a Vieira.

Após discursos de apoiadores da coligação, foi a vez de os líderes pedetistas se manifestarem. Usaram da palavra o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, e o de Caxias, Alceu Barbosa Velho.

Um dos mais celebrados durante a convenção, o ex-governador Alceu Collares produziu um discurso recheado de frases de efeito e bem humoradas, algo que lhe é peculiar. Classificou Vieira e Lasier como “duas extraordinárias figuras públicas, dois homens preparados e íntegros”, que farão com que o “trabalhismo trilhe uma caminhada extraordinária”. Collares arrancou o riso e os aplausos do público quando disse que “se Vieira fizer metade do que o negrão fez, será o maior governador do Estado”.

O pré-candidato ao Senado, Lasier Martins, defendeu a necessidade da ética e da boa gestão na política, e exaltou a presença em massa da militância na convenção.

Vieira da Cunha encerrou a convenção. Com um lenço vermelho no pescoço, agradeceu os líderes que garantiram peso ao palanque. Fez uma homenagem apaixonada à esposa Luciane Bolzan Vieira da Cunha, e classificou a convenção como o maior momento de sua vida pública, que começou na década de 80, como vereador da Capital, e culminou com três mandatos de deputado estadual e outros dois de deputado federal.

Ele criticou o baixo investimento do atual governo em infraestrutura, algo que tem feito durante as reuniões que comandou em municípios do interior, e precisou segurar a emoção quando a plateia interrompia o discurso com aplausos e gritos de incentivo. Ao final da reunião, disse que o ato em São Borja serviu para “lavar a alma” dos trabalhistas.

VICE E SUPLENTES
Esta semana deverá ser de reuniões entre os partidos que compõem a coligação. A definição do candidato a vice e dos dois suplentes do Senado começará a ser discutida. Além disso, as negociações ainda prosseguem com outros partidos que poderão vir a integrar a chapa majoritária.

Fotos vinculadas

Candidato ao Senado, Lasier Martins Candidato a governador, Vieira da Cunha Candidato a deputado estadual, Eduardo Loureiro

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Política