Dois Toques

0
125

SANTO ÂNGELO – Depois de perder no meio da semana para o Ypiranga, de Erechim, o time missioneiro volta a jogar hoje, às 16 horas, no estádio Dr. Mário Cini, em Nova Prata, buscando a segunda vitória nesta fase classificatória da Divisão de Acesso. Ocupando a terceira colocação dentro da Chave A, é sumamente importante a conquista de resultado positivo neste jogo, para não se distanciar demais dos primeiros colocados. O adversário vem de dois empates.

DESEMPENHO – Assisti a vitória do Santo Ângelo contra o Riograndense, de Santa Maria. Daquilo que vi, aprovei a atuação do goleiro, da zaga e do ataque. O setor do meio campo, neste jogo, ficou abaixo do esperado. Sem retenção de bola e aproximações, expôs demais a equipe, dando espaços e posse de bola para o Riograndense. Já no jogo contra o Ypiranga, o meio campo esteve melhor. Segundo o comentarista Pontes, a equipe foi mais consistente e jogou melhor do que havia jogado na primeira partida. Porém, pecou nas finalizações e acabou perdendo a partida. Futebol, às vezes é assim: não joga tão bem e ganha; joga bem e perde.

INVERSÃO – Flávio Barros tem estatura de centroavante (poderia ser zagueiro), sabe usar o corpo no trabalho de pivô e é centroavante de ofício. Mas está jogando muito fora da área, vindo buscar jogo. E aí, todas estas caraterísticas não tem valor algum. Aqui, deu certo, quando fez um lançamento primoroso para o gol do John Lennon. Acredito que teria melhor aproveitamento, sendo alimentado e colocado em condições de conclusão, preferencialmente, pela bola aérea.

NOVO BEIRA-RIO – Quarta-feira passada aconteceu mais um jogo-teste no novo Beira-Rio, quando o Internacional ganhou do Brasil de Pelotas, por 1 a 0. Ficou muito evidenciado que faltam corrigir muitos problemas até a Copa. Notadamente, os torcedores ficaram expostos à chuva. Por se tratar de estádio coberto, há necessidade de algumas correções neste sentido. O entorno, todo ele em obras, corre o risco de não estar concluído até a data limite estipulada pela FIFA. Como envolve o Setor Público, este temor aumenta mais.

REBAIXAMENTO – Passo Fundo, com cinco pontos; São Luiz de Ijuí, com seis pontos e São Paulo, com oito pontos, seriam os rebaixados hoje. O Pelotas, também com oito pontos, estaria fora deste grupo pelos critérios de desempate. O São Luiz recebe hoje, no 19 de Outubro, a boa equipe do Novo Hamburgo, quarta colocada do Grupo B.

SÃO PAULO X GRÊMIO – O São Paulo, de Rio Grande, tem uma missão muito difícil na sua caminhada para sair do grupo de rebaixamento do Gauchão. Hoje, às 16h20, recebe o embalado Grêmio, no Aldo Dapuzzo. Não é o melhor adversário para se buscar resultado. Mas, se acontecer, ganha confiança e se fortalece nos jogos restantes.

CADÊ O TORCEDOR? Com exceção do Campeonato Pernambucano, que tem a melhor média de público do País, todos os demais campeonatos estaduais estão muito aquém de suas médias históricas. Será que o torcedor está guardando dinheiro para os jogos da Copa? Ou será que estes campeonatos não atraem mais o torcedor?