Nas curvas da estrada

0
123

Nas curvas da estrada da vida, nosso destino é determinado pelas escolhas. Uma decisão impensada pode custar um alto preço, até mesmo a nossa própria vida. Minha semana foi triste, confesso.

Perdi uma amiga querida, assassinada com golpe de faca na altura do coração, em seu apartamento. O suspeito é um ex-namorado, inconsolado com o fim do romance, de acordo com as investigações policiais. Morte cruel e dolorosa não apenas à vítima, mas também para os pais que encontraram a filha estendida ao chão, sem vida.

Na época que a conhecia, a jovem demonstrava gestos de altruísmo, sempre estendendo a mão quando alguém precisava. Algo raro nos dias de hoje, numa sociedade de moeda a estipular valores e conceitos, repleta de egoísmo. Uma menina, que parecia sensível e algumas vezes ingênua, acabou namorando um rapaz com passagem pela polícia. Como é difícil entender o funcionamento abstrato do coração humano que cega a razão, ignora as obviedades dos fatos se deixando envolver em aventuras e ilusões cujo fim pode ser fatídico.

INGENUIDADE

Não quero aqui julgar a ingenuidade das pessoas. Não faço julgamento, porque eu mesmo, às vezes, me sinto ingênuo. Ignoro as obviedades de atitudes suspeitas se iludindo com um belo sorriso e palavras vazias. Algumas vezes, caí nessa armadilha da vida pela ingenuidade em acreditar na sinceridade e bondade de algumas pessoas, num mundo repleto de egoísmo e disfarces. Paguei um alto preço pelas decisões erradas. Troquei a realidade por uma ilusão.

ÁRVORE AO SOL

Certa vez, ao conversar com um amigo sobre essas ilusões da vida, contei a ele que, às vezes, me sentia como a sombra de uma árvore perante uma pessoa. Apenas era procurado, quando esta se sentia sozinha sem companhias interessantes por perto, para passar o tempo. Nos dias áridos e quentes sempre era procurado, servindo como uma sombra para amenizar seu sofrimento diante do sol. O coração, ingênuo, não via a realidade, apenas palpitava, iludido.

O tempo, porém, se encarregou de mostrar a verdade e recomecei meu caminho. Desde então, passei a ficar mais atento às curvas da estrada vida.