Livros de sebo (parte 1)

0
363

Livros de sebo são uma relíquia. Vejam só o caso do último achado (recebido de presente) que descobri: Ana Karênina, de Liev Tolstói. Na minha modesta opinião é o livro que tem o início mais perfeito de todos (não vou descrevê-lo aqui, leiam e me deem sua opinião : ) ).
Essa edição é de 1971 (é antiga), o que acaba sendo um contra na hora de ler.
Como Assim?

Bem, primeiro, a língua é viva (e já passamos por reformas ortográficas), então, por exemplo, ‘agôsto’, não se escreve mais com acento. Em 71, a ortografia era diferente.

Um pró é o preço, acho que custou 15 reais. O novo custa R$ 80. Sendo bem conservado, vale muito a pena.

Agora, a melhor parte: Não precisei recorrer à Capital para encontrar este livro. Descobri ele aqui mesmo, em Santo Ângelo.

Troca: Para incentivar um pouco mais o hábito de ler, vou propôr um troca-troca de livros. Tem algum que está encalhado na estante há tempos? Então chama aqui (pelo insta, whats, face, e-mail…) e vamos trocar um livro.

Sugestão ( da jornalista Amanda Lima): Os testamentos, de Margaret Atwood

Amanda Lima, jornalista

Respostas que haviam ficado em aberto no livro “O Conto de Aia”, que inspirou a série que é sucesso no Brasil e em muitos países, estão na obra “Os Testamentos”. Margaret Atwood escreveu a continuação da história que guarda mais semelhanças com a realidade do que queríamos: um mundo que odeia as mulheres, que odeia imigrantes, que odeia a liberdade. Mas é também um mundo em que há resistência, especialmente das mulheres. É uma leitura fluída e envolvente, que traz, além de respostas, um alerta sobre as escolhas da atualidade e as consequências futuras.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here