Início das obras do Ifet

0
98

Conforme já anunciado na semana passada, na última terça-feira, a reitora do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Carla Jardim, esteve em Santo Ângelo para dar a ordem de serviço à empresa vencedora da licitação para a construção dos prédios que irão abrigar o futuro campus do nosso tão sonhado Ifet. O prazo para a conclusão das obras é de 360 dias. Isso significa que, se tudo correr dentro do previsto, no mês de março do próximo ano, teremos a inauguração das edificações. A reitora, no seu pronunciamento, confirmou para o próximo ano o início das aulas. Neste segundo semestre, os professores e funcionários serão contratados, via concurso público. Vale lembrar que a unidade de Santo Ângelo será uma das mais completas do país. A área destinada pela prefeitura para a sua implantação, de 50 hectares, permite cursos em todas as áreas, inclusive, aqueles ligados à agricultura, uma vocação da nossa região. Tenho certeza absoluta que o Instituto irá transformar a realidade dos nossos municípios. Com muita honra assinei como testemunha, juntamente com o vereador Corazza e o prefeito Andres, o contrato que estabelece o início das obras. Um momento histórico.

 

Pós-Graduação

Para se ter uma ideia da importância do Ifet e dos cursos que ele poderá oferecer, basta verificar o que outros institutos semelhantes estão fazendo. Na próxima semana, o campus do Instituto Federal de Panambi vai iniciar uma pós-graduação em Gestão Pública. Inclusive, tive a honra de ser convidado para ministrar a aula inaugural, que vai acontecer no próximo dia 15 de março, sexta-feira.

 

Pró-Transporte – PAC 2

Conforme já havíamos anunciado, nesta semana foi publicada no Diário Oficial da União a relação dos municípios contemplados com recursos do PAC 2. Santo Ângelo, como já havíamos anunciado, receberá recursos para implantar o maior projeto de mobilidade urbana já elaborado pelo município, e que tramitava no Ministério das Cidades há mais de dois anos. Mais de 400 quadras serão asfaltadas, abrangendo várias regiões da cidade. Também serão construídos dezenas de novos abrigos de ônibus em diversos pontos do município. Se tudo correr dentro do previsto, as obras devem iniciar ainda neste ano.

 

Eugênio de Castro elege novo prefeito

No último domingo, a comunidade de Eugênio de Castro elegeu o seu novo prefeito, numa eleição fora de época. Daltro Steglich e Fernando Machado irão administrar o município a partir do primeiro dia de abril. Estive em Eugênio de Castro em mais de uma oportunidade nos últimos meses participando da campanha eleitoral, na condição de coordenador regional do PDT, um dos partidos integrantes da coligação vencedora. O maior desafio dos novos administradores será a construção do tão sonhado acesso asfáltico, ligando a sede do município à BR-285. Luta que deve ser abraçada por toda a região.

 

Roda Viva

O programa Roda Viva da Rádio Santo Ângelo, que vai ao ar de segunda à sexta-feira entre 13h e 14h, tem se constituído num grande fórum de debates sobre os temas importantes para a comunidade regional. Desde o mês de fevereiro, tenho tido a honra de compartilhar a bancada com os radialistas Paulo Renato Ziembowicz, Edu Ávila, João Baptista Santos da Silva, Antonio Evaldo de Oliveira (Pontes) e Airton Peruzzi. Fico impressionado com o número de pessoas que ligam para o programa ou mandam mensagens pela internet, dando a sua opinião sobre os assuntos que são debatidos. A interação instantânea com a comunidade é uma das fortes características do rádio.

IPTU

Tenho acompanhado as notícias sobre o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores nesta semana, que prevê o congelamento do IPTU neste ano. Alguns argumentos utilizados pelo atual governo para não sancionar o projeto dizem respeito à administração anterior. Com objetivo de contribuir para o debate, faço os seguintes esclarecimentos, especialmente com relação ao reajuste do IPTU para este ano:

Reajuste anual é obrigatório
Quanto a alegação de que foi a administração anterior que propôs o reajuste do IPTU para este ano e que, portanto, nada poderia mais ser feito, bastaria uma simples leitura dos artigos da lei 3.666/2013, aprovada no final do ano passado, mas sancionada pelo atual prefeito no primeiro dia do seu mandato, para se constatar que a referida lei não trata de qualquer reajuste, mas tão somente sobre a política de descontos e os prazos de pagamento. O aumento anual do IPTU, de acordo com o índice da inflação (IPCA), acontece por conta do que prevê a lei municipal 2.477 de 2001, que determina que anualmente seja reajustada a Unidade Fiscal Municipal (UFM), que serve de referência para TODOS os impostos e taxas municipais. Portanto, jogar a responsabilidade para a administração anterior é, no mínimo, injusto e incoerente, pois não faz nenhum sentido. Qualquer mudança no IPTU deve ocorrer através de um instrumento específico, para impedir ou neutralizar o reajuste, que é automático, de acordo com a legislação municipal. Feito o esclarecimento.

Catuípe
Estive, nesta semana, visitando o município de Catuípe. Fui recebido pela prefeita Ivete Burmann, vice-prefeito Zeca Dalsochio e secretário da Administração, Osmar Dal Ross. Na ocasião, falamos de vários assuntos de interesse da região, especialmente da importância da conclusão do asfaltamento entre Santo Ângelo e Catuípe, que se constituiu grande conquista, fruto de uma luta de vários anos. O próximo passo será a construção de um contorno rodoviário para desviar o trânsito pesado do centro de Catuípe, uma preocupação da prefeita Ivete. Nos próximos dias será agendada uma reunião em Porto Alegre, a fim de cobrar do Governo do Estado a agilização desta obra, já prevista no projeto original. É mais um desafio que deverá ser vencido a partir da união de esforços das lideranças da região.

Começou ontem, no município de Entre-Ijuís, o tradicional Festival do Recanto do Sabiá. Está na sua 19ª edição. Muita poesia, música e culto às tradições do Rio Grande.

Ontem foi comemorado o Dia Internacional da Mulher. Minha homenagem a todas elas que, cada vez mais, têm ocupado um espaço maior na sociedade. Merecidamente.