Medicina para Santo Ângelo

0
102

Nesta semana estive em Porto Alegre acompanhando o diretor do IESA, professor Julio Cesar Lindemann. A seu pedido, agendei um encontro com o secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, quando foi explanado o projeto do IESA para a implantação de um curso de medicina. Ciro, que é médico e conhece como ninguém a problemática da saúde, manifestou o apoio do governo do estado à iniciativa, dizendo que levará o assunto ao governador Tarso Genro. Já na terça-feira pela manhã, o diretor Julio participou de um encontro com os municípios da Fronteira Oeste, que estavam reunidos em Porto Alegre. Na ocasião, todos os prefeitos assinaram documento apoiando o projeto, a exemplo do que já fizeram os prefeitos da região das Missões.

Prédios do IFET num ritmo acelerado

Estão num ritmo bastante acelerado as obras de construção dos prédios que abrigarão o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET) de Santo Ângelo. O investimento inicial chega a 10 milhões de reais, incluindo a estrutura física e os equipamentos que serão adquiridos. O impacto no desenvolvimento da região será fantástico, pois a qualificação dos trabalhadores é cada vez mais fundamental para se conseguir uma vaga no disputado mercado de trabalho e para o crescimento das empresas aqui instaladas. O IFET se constitui numa das maiores conquistas da história da região, e se equivale a uma universidade, pois vai oferecer cursos desde o ensino médio, passando pela graduação até a pós-graduação. No futuro, teremos cursos de mestrado e doutorado. A previsão é de que até a metade do próximo as obras estejam concluídas.

Pavilhão dos Hortigranjeiros

Nesta semana, ao passar pela Avenida Venâncio Aires, constatei que as obras de remodelação do pavilhão dos hortifrutigranjeiros estão bastante adiantadas. Esse investimento está sendo viabilizado com recursos do Governo Federal, fruto de um projeto elaborado pela prefeitura há três anos. Em 2011 assinei o convênio com a Caixa Econômica Federal e, depois de todos os trâmites burocráticos, a licitação foi autorizada e realizada pela administração municipal neste ano. Importante destacar o esforço do ex-secretário da Agricultura, Diomar Formenton, e o apoio recebido do deputado Elvino Bohn Gass, grande parceiro na busca dos recursos.

APAES são fundamentais para a política de inclusão

Na última década, o país registrou uma evolução significativa na política de inclusão das crianças com deficiência em escolas de ensino regular. Entre 1998 e 2010, o aumento no número de alunos especiais matriculados em escolas comuns foi de 1.000%. Em 1998, dos 337,3 mil alunos contabilizados em educação especial, apenas 43,9 mil (ou 13%) estavam matriculados em escolas regulares ou classes comuns. Esse fato é extremamente positivo e representa um avanço na política de inclusão no país. Agora, isso não significa que devamos prescindir das escolas especializadas no atendimento às pessoas com deficiência, mantidas, geralmente, pelas APAES. Esses educandários oferecem um atendimento complementar importante e fundamental, já que as escolas regulares estão longe de conseguirem esse mesmo grau de especialização. Portanto, a política de inclusão mais adequada é, sim, preparar as escolas regulares para o atendimento especial, mas jamais enfraquecer entidades que desenvolvem um trabalho especializado nesta área, como as APAES, que serão, sempre, imprescindíveis. Nesta semana ocorreu mobilização no sentido de chamar atenção das autoridades para esse fato.

Pompeo de Mattos

Esteve ontem em Santo Ângelo o ex-deputado federal Pompeo de Mattos, que foi um grande parceiro em vários projetos importantes para a região. Pompeo, quando deputado federal, foi um dos aliados no trabalho de recuperação do Hospital Santo Ângelo. No dia de ontem, participou de uma reunião com a direção do HSA, quando pôde se inteirar dos novos projetos encaminhados pela instituição.

Rádio Santo Ângelo na Expointer

A Super Rádio Santo Ângelo está realizando ampla cobertura da 36ª Expointer que acontece em Esteio. O repórter Paulo Vianna foi enviado especialmente para acompanhar o evento e permanece até amanhã no Parque de Exposições Assis Brasil. A Expointer é considerada a maior feira do gênero da América Latina e movimenta toda a cadeia do agronegócio. Os números do evento, mesmo que ainda parciais, são maiúsculos. Até ontem, mais de 250 mil pessoas já haviam visitado a feira e o setor de máquinas e implementos agrícolas já havia registrado negócios de R$ 1,7 bilhão. Uma das empresas santo-angelenses que está participando do evento é a Redemaq.