Comparando diferentes tipos de investimentos

0
131

Muitas pessoas têm dúvida se é possível a comparação entre diversos tipos de investimentos, tais como poupança, imóvel, área rural e ações.

Mas como comparar investimentos que à primeira vista parecem com pouca similitude? O que há em comum dos ativos acima, é que eles podem gerar fluxo de caixa positivo, ou seja, colocam dinheiro no bolso do proprietário.

Como metodologia de avaliação de retorno de um ativo, uma das alternativas seria fazer a projeção dos próximos 10 anos de cada fluxo de caixa anual, trazendo-o com uma taxa de desconto apropriada para o valor presente, possibilitando verificar se determinado ativo está barato ou caro. Porém, isso não é tão simples e por não ser de fácil entendimento, irei demonstrar outra metodologia de melhor assimilação e comparação.

O múltiplo Preço/Lucro

Nos meio financeiro um múltiplo para avaliar investimentos é muito comum: o preço/lucro ou P/L. Esse múltiplo tem como resultado o tempo que um ativo demora em anos, para duplicarmos o capital investido, mantendo o mesmo lucro pelo período. Na prática o P/L, funciona utilizando o preço que pagamos por determinado ativo, dividido pelo seu lucro anual.

Já para descobrir a rentabilidade em termos percentuais a lógica é a inversão do P/L transformando-o para L/P, ou lucro pelo preço. Seguem exemplos:

Poupança: se a poupança rende em média 6,5% ao ano e é o que vem rendeu no último ano, o seu preço é 100%, dividimos 100/6,5, resultando em 15,38 anos para dobrarmos o capital investido na poupança.

Área rural: Se um agricultor paga R$ 20.000 por uma área de 01 hectare e o lucro líquido que ele obtém por hectare é de R$ 2.000,00 anualmente, o P/L desse hectare é de 10. Portanto, o rendimento dobraria em 10 anos, um tempo menor que investir em poupança por exemplo.

Imóvel: um imóvel comprado por R$ 200.000,00 e que tenha um aluguel mensal de R$ 800,00, multiplicado pelo número de meses de um ano, daria um retorno anual de R$ 9.600,00 e totalizaria um P/L de 20,83, que seria o tempo para dobrarmos o capital investido.

Investimentos em ações: ao comprar uma ação por um valor de R$ 10,00 e ela tem um lucro por ação de R$ 2,00 o P/L desse investimento seria de 5, ou seja, em cinco anos investindo nessa empresa e ela mantendo o mesmo retorno nesse período, teríamos dobrado o nosso capital. O fato é que uma empresa bem administrada raramente mantém o mesmo lucro, normalmente aumentando-o, podendo diminuir o tempo de retorno do capital para um investidor assim como seu índice P/L. Exemplo de ativo que está sendo negociado a um P/L 5 hoje na Bolsa de Valores, é a Vale, que está custando R$ 39,65 reais por ação e produzindo um lucro por ação de R$ 7,85, totalizando um P/L de 5,05, ou um retorno de 19,80% ao ano para o investidor, caso ela mantenha o mesmo lucro pelos próximos 5 anos. Saliento que não é uma indicação de compra, apenas um dado.

Para facilitar abaixo segue tabela comparativa dos exemplos utilizados:
ativo preço Lucro anual P/L (anos para dobrar o investimento) L/P (retorno em percentual)
poupança R$ 100,00 6,50% 15,38 6,50%
área rural R$ 20.000,00 R$ 2.000,00 10 10,00%
imóvel R$ 200.000,00 R$ 9.600,00 20,83 4,80%
BBAS3 R$ 21,19 R$ 4,00 5,37 18,62%

Como vemos o melhor investimento é disparado em ações, como vemos no exemplo da última linha. O conservadorismo de algumas pessoas é que as impede de aumentarem seu patrimônio. Investimento é lógica e o retorno citado no exemplo demonstra isso. Pela lógica, o investimento atual em Banco do Brasil irá dobrar em cinco anos. O problema é que a maioria dos investidores não espera esses cinco anos. Investir é como realizar uma plantação: é preciso plantar, semear e cuidar, esperar e assim colher.Um bom final de semana para todos!

“Crescer é ficar maior, evoluir é ficar melhor.” (autor desconhecido)