LCIs são alternativa para investidores que querem correr poucos riscos

0
120

O movimento de redução na taxa básica de juros da economia (SELIC) está afetando as aplicações em renda fixa em geral, a exemplo dos CDBs. Nessa última quarta-feira, tivemos reunião do Comitê de Política Monetária, que reduziu a SELIC para 7,5% ao ano. Isso muda muito os retornos dos investimentos em renda fixa. A nova regra da Poupança em vigor desde maio deste ano, também colocou em queda livre a rentabilidade desta popular aplicação financeira.

Já as aplicações em CDBs envolvem Imposto de Renda (IR) e você deve ficar muito atento ao percentual do CDI que o seu banco paga no CDB que você aplica. A propósito, você já parou para verificar quantos por cento do CDI rende o seu CDB no banco? Muitos não sabem que a rentabilidade do CDB é indexada ao CDI. O CDI atualmente está em torno de 7,8% ao ano. A maioria dos bancos paga entre 80 e 90% do CDI em seus CDBs. Se pegarmos um CDB que paga 85% do CDI, significa em valores brutos uma rentabilidade anual de 6,6%. Deduzindo mais o inescapável imposto de renda que varia de 15 a 22,5%, dependendo do tempo da aplicação, o retorno fica em 5,3% ao ano, ou seja, 0,44% ao mês (!), considerando 20% de imposto de renda, relativo a 12 meses de aplicação. O leitor atento talvez já verificou isso. O dinheiro aplicado em CDB pode estar rendendo nada, ou mesmo se corroendo. Cumpre dizer que perda similar ocorre com as aplicações na tradicional poupança, cuja mudança nas regras em vigor desde maio de 2012 está afetando a rentabilidade desta aplicação que, mesmo sendo isenta de IR, retornos efetivos quase nulos já são uma realidade se considerado a inflação no período em que o dinheiro fica aplicado.

Entretanto, quero sublinhar que existem outras aplicações tão seguras quanto os CDBs e a poupança, mas que rendem mais que estes, tais como as LCIs – Letra de Crédito Imobiliário. As vantagens da LCI são várias, entre elas vale destacar a isenção do imposto de renda para pessoa física e garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em valores até 70 mil reais. Somado a isso, as LCIs chegam a oferecer uma rentabilidade líquida de 0,70% ao mês. Isso significa 59% a mais de rentabilidade que muitos CDBs e supera em mais de 40% o retorno da poupança. Uma ótima LCI paga 95% do CDI. Isso existe e não tem risco até R$ 70.000,00. Compare e comprove!

Na prática, se você investir R$ 100 mil no CDB do exemplo acima, em 12 meses terá um ganho de R$ 5.300,00. Se aplicar o mesmo valor em LCI terá obtido R$ 8.400,00 no mesmo período. São R$ 3.100,00 a mais em um ano. Já se os R$ 100 mil fossem aplicados na poupança você teria um ganho de R$ 6.200,00 em 12 meses. Ou seja, a LCI ainda renderia R$ 2.200,00 a mais que a poupança no mesmo período.

Concluindo, as LCIs se apresentam como uma excelente alternativa para os investidores que não querem correr riscos. Talvez você não saiba, mas você pode investir em LCIs com apenas R$ 1.000. Essa história de que bons investimentos são para poucos é um mito. As LCIs agregam segurança e rentabilidade e estão acessíveis para qualquer investidor. Como a Taxa Selic foi reduzida para 7,5% ao ano, a poupança irá render 0,43% ao mês, pelas novas regras. Como visto no texto, as LCIs podem pagar até 0,70% ao mês com a mesma garantia da poupança.

Um ótimo final de semana para todos!