Qual o seu perfil? Poupador, investidor ou apostador?

0
136

Você sabia que existem vários tipos de perfis dos investidores? E que eles podem ser divididos em três perfis? Você saberia diferenciar esses três tipos? Em qual deles você se encaixa? O propósito desse artigo é definir cada um desses grupos, de acordo com o objetivo, rentabilidade, prazo e risco, para que você possa entender a diferença e saber onde se encaixaria.

 

Poupadores

Pela própria origem do nome, que remete à caderneta de poupança, já dá para decifrar que os poupadores são mais conservadores. Juntam um mesmo valor de dinheiro mês a mês para, após um tempo, realizar uma aquisição, seja a compra de um carro ou da casa própria, por exemplo.

Os poupadores retêm uma parte do orçamento com a finalidade de consumir ou até mesmo de ter uma reserva de emergência, mas sempre deixando a questão da rentabilidade em segundo plano.
Investidores

Já os investidores têm o hábito de guardar dinheiro, sempre de olho na rentabilidade, pensando no futuro e na acumulação de riqueza. Navega por várias modalidades de investimento em uma escala evolutiva: caderneta de poupança, fundos de investimento até chegar à renda variável. Seu objetivo até pode ser uma aquisição, mas ele não deixa de guardar dinheiro depois que atinge sua meta. Continua devido ao pensamento de longo prazo e de acumulação de um patrimônio.

Grande parte dos brasileiros ainda se encontra no grupo dos poupadores, enquanto o ideal seria que eles estivessem no dos investidores, o que não acontece devido à situação financeira difícil pela qual passa a população.

Explica-se isso, devido à falta de uma maior educação financeira de maioria da população.

 

Apostadores

Neste grupo, a palavra de ordem é se arriscar, em busca de um retorno grande. Porém, existem os maus apostadores, que são aqueles que não medem esforços e correm cegamente em busca de uma grande oportunidade de ganhar dinheiro. Muitos jovens apostadores pensam que, se não for para investir em algo que garanta um ótimo retorno, é melhor gastar o dinheiro. Esse grupo costuma ser mais apostador porque tem a visão de que existe mais tempo para recuperar aquilo que pode ser perdido na aposta.

Os apostadores querem ganhar muito dinheiro e de forma rápida. A questão temporal, neste caso, é importante. Por isso, categorias de longo prazo não despertam interesse neles, bem como aquelas que exigem muito esforço. O importante é ganhar dinheiro fácil.

 

Conclusão

Muitas pessoas deixam o dinheiro e os investimentos em segundo plano (poupadores). Já outras querem entrar no mercado com muita sede ao pote (apostadores), sem entender que existe uma relação risco x retorno que deve ser levada em consideração, para não se frustrarem. O perfil ideal, em minha opinião, é ser um investidor. Precisamos ter objetivos não apenas de consumo (compra de carro, imóvel), mas também de aposentadoria e acúmulo de patrimônio. É importantíssimo aumentar nosso patrimônio anualmente, pois isso nos aproximará cada vez mais da independência financeira. Para você que quer saber mais sobre cursos de educação financeira, favor entrar em contato no e-mail abaixo do título.

Um fantástico final de semana!