Regras para a escolha de ações vencedoras

0
130

Essa semana li um artigo muito interessante, denominado as 11 regras para escolha de ações, de um importante fundo americano Mootley Fool. Irei reproduzir as ideias centrais desse artigo.

Inicialmente, que coisa é essa chamada de ação?

Regra n.° 1 – Quando você compra uma ação na realidade está se tornando sócio de uma empresa e seria interessante pensar como se estivesse comprando um negócio inteiro, procurando se colocar na posição de dono da empresa investida. É fundamental ficar atento ao preço oferecido (as cotações estão lá para nos servir, cabe a nós realizar a venda de ações em um momento de alta e comprar em um momento de baixa). Também é importante analisarmos as quatro dimensões da análise fundamentalista que são: avaliação, qualidade, conhecimento e tempo.

Avaliação: a empresa deve valer aquilo que ela gera de receita

Regra n.° 2 – o preço que pagamos por um negócio deve ser proporcional ao caixa gerado pela empresa no futuro.

Regra n.° 3 – É vital entender o modelo econômico da companhia, procurando compará-la com os seus concorrentes e situando-a em um ambiente macroeconômico como um todo. Exemplo: empresas com dívida em dólar irão sofrer caso tenha uma crise mais acentuada eis que a tendência é o dólar subir nesse momento, já que investidores procuram moedas teoricamente seguras fazendo com que a cotação aumente.

Regra n.° 4 – a projeção do retorno das ações leva em conta o retorno do fluxo de caixa esperado no futuro, trazidos a valor presente. A avaliação é de muito importante antes de decidirmos colocar capital em uma empresa, pois quando decidimos comprar ações de uma empresa é porque acreditamos que o valor que ela vai gerar no futuro valerá mais do que estaremos pagando por ela naquele determinado momento.

Regra n.° 5 – Porcarias baratas continuam sendo porcarias.

Regra n.° 6 – Grandes retornos vêm da compra de negócios de qualidade superior a preços razoáveis.

Regra n.° 7 – Grandes retornos de alto risco vêm da aquisição de curto prazo de negócios de qualidade duvidosa a preços elevados. Não adianta comprar um negócio somente porque ele está barato. É importante que ele tenha qualidade. Normalmente, os investidores compram ações porque acreditam que elas estão baratas em relação a seus índices P/L ou P/Vendas e acabam descobrindo que os preços estão baratos porque os lucros estão em declínio e as vendas vêm diminuindo.

Regra n.° 8 – Compre aquilo que você realmente entende.

Regra n.° 9 – Não compre aquilo que você entende apenas superficialmente ou tudo aquilo que aparece na sua frente, pois você irá perder dinheiro e conseguir um retorno abaixo do mercado.

Tempo: o árbitro máximo dos retornos.

Regra n.° 10 – é interessante comparar retornos passados e futuros numa unidade de medida consistente.

Regra n.° 11 – O tempo corrige muito, mas não todos os erros de avaliação.

Focando em avaliação, qualidade e profundidade de conhecimento ao adquirir uma ação, o investidor terá uma probabilidade muito alta de selecionar companhias candidatas a ter uma apreciação de valor acima da média. Além destes fatores, seu lucro dependerá de mais um: o tempo que o investidor manterá esses papéis em seu poder. A diferença entre um bom investimento e um investimento espetacular está no tempo que uma mudança de preço demora a ocorrer. O sucesso no campo do investimento depende da influência que o fator tempo exerce em determinados retornos e na capacidade estimar, com alguma precisão, que tipo de retorno deve-se conseguir de um papel com essa espera. O tempo com que você permanece comprado com a ação diminui o risco de ter comprado a ação na hora errada. Isto quer dizer em português bem claro: se você comprou uma grande companhia e pagou por ela um preço superior ao que deveria, com o passar dos anos seu erro será superado pelo crescimento dos lucros compostos conseguidos pela companhia. É por isto que focar em qualidade durante o processo de investimento é tão crítico – Se você compra qualidade o tempo é seu amigo. Se você compra uma porcaria, o tempo não ajudará em nada.

Bom final de semana!