A cara dela

0
163

Parece piada, mas foi bem assim: ela conseguiu deixar aquele rapaz do curso de Sistemas de Informação e começou um novo romance com um novo rapaz, novo mesmo, uns dois ou três anos a menos que ela, só que ela não esperava que fossem brigar tão rapidamente. Foram alguns beijos fortes, o rapaz mostrou a que veio, ou quem sabe era porque fazia algum tempo que ela não beijava alguém dessa forma, eram beijos dados com vontade. Só que aí do nada uma discussão idiota colocou tudo a perder.

Ela não entendeu os motivos, o menino surtou assim de repente, parecendo um ser bipolar. Estava tudo bem, mas… Por controlar a situação ela não ficou por baixo, não baixou a crista pro galinho, e colocou ordem na casa, porém foi cada um pro seu canto e não se conversaram mais. A bolsa de amores está desvalorizada. Quando é que irá ficar positiva para novos investidores? Talvez nunca mais se endireite. É por medo de perder ativos que tanta gente está na passividade. Passa um, passa outro e depois mais outro. Passa uma, passa outra e depois mais outra. Ninguém está lucrando com isso e o dia doze está chegando, o frio também.

Eu não queria voltar a escrever sobre ela, mas o que poderei fazer se não isso depois de saber disso? Ela é bonita, morena e inteligente. Já o menino bebe uísque com energético, curte um roquezinho, tipo Papas da Língua, mas ele gosta mesmo é de eletrônicas, e há rumores que também é inteligente. Tenho sérias dúvidas quanto a isso, pois se fosse mesmo inteligente ele não arrumaria briga com ela, com tantas coisas boas a fazer. O que tem na cabeça um ser como este? Se pudesse eu publicaria o sorriso dela no meio destas letras. Aqueles dentes brancos, livres de clareamento, lisos e alinhados e uma boca levemente carnuda.

É de se espantar com sujeitos desse tipo, o que me deixa puto é que a bolsa de valores do amor não pende pro meu lado. Não faz mal, eu ando sem papéis, quem mandou ter um perfil agressivo, se o mercado é dos conservadores? Quem sabe depois do dia doze, pois eu ando meio ressabiado com esses lances de presentes, jantares e filmes de comédia romântica. Estou mais pra filmes de bandidagem, mas pode ser que eu meta a mão no bolso e converse com Sarah, e a convide pra sair comigo na terça-feira dos namorados. Ela vai mesmo é rir da minha cara. Quanto a ela, a moça do sorriso bonito, eu gostaria mesmo que ela fosse à festa de aniversário que foi convidada exalando beleza, pro otário ver o que perdeu.

Mas ela não vai ir à festa, ela não é vingativa e não é a cara dela fazer isso. E depois um cara como esse pode sair dizendo que ela foi só porque ele estava lá, quem dúvida é louco. Ele é mais novo do que ela. Tá, mas e porque é que ela se meteu com um cara novinho? É que o mais velhinho aquele de Sistemas, não aparecia em cena, se é que me entendem. E hoje em dia não dá pra facilitar, tem que comparecer na casa da Areta, se não a vaquinha se vai pro brejo. É bem por aí. Tentem a sorte pra ver se não é assim. Hoje, se eu tivesse ações, eu não arriscaria.