Marimaisana

0
162

Espero que vocês me perdoem meus amigos leitores pelas últimas duas semanas que não lhes enviei uma crônica, e com este escrito dedicado a uma pessoinha muito especial e querida peço as minhas mais sinceras desculpas pela falha.

Marimaisana

E foi num show da Frida, Marimaisana que o teu pai chorou feito criança. Todos nós choramos. Foi bastante emocionante. Contar-te-ei essa história mais ou menos como ela começou, para que daqui uns anos quando tu aprenderes a ler tu possa ler e extrair dessa conversa o que mais lhe agradar.

Eu não me lembro do dia, mas me lembro da rua quando ele, o teu pai, me disse que tu estavas por chegar. Foi ali na Bento, eu e ele estávamos indo ao Radins tomar um trago. Naturalmente eu me apavorei, acho que mais do que ele próprio. Tomei um cagaço e a coisa que menos fiz foi tranquilizá-lo. Nessa época eu e ele éramos bastante jovens, nossos salários mal pagavam o nosso trago. Eu senti-me apavorado porque não via o meu amigo de muitos anos como um pai. Como ele te cuidaria? Eu estava enganado, ainda bem! Não imaginei que ele seria o bom pai que ele se tornou a partir do dia que tu vieste a este mundo que tu ainda, devido à tua idade, não conhece.

Ainda somos bastante jovens; sequer ultrapassamos a barreira crucial dos trinta anos e eu ainda não te conheço. Nenhum amigo do teu pai te conhece, mas isso não é porque não gostamos de ti, pelo contrário, apesar disso todos nós temos grande carinho por ti. Através de retratos já podemos ver o quão bonito e inocente é o teu sorriso de menina. E por incrível que pareça, tu é parecida com ele, mas bem mais bonita. É muito mais bonita. E quanto às devidas apresentações, o teu pai sabe qual será o momento certo desse encontro e, é por isso que ainda não fomos devidamente apresentados. Talvez tu não estejas pronta para conhecer os amigos loucos do teu pai. Mas saiba que a ansiedade de todos é muito grande.

Eis que então, num determinado dia, um dos amigos do teu pai organizou uma festa. E vou te dizer o que levou o teu pai a curtir tanto essa festa e a chorar como criança. Não sei o que é ser pai até este escrito, não sei se um dia saberei o que é isso, mas naquela noite eu, e os outros amigos do teu pai que estavam ao redor dele, podemos ao menos um pouquinho, sentir mais ou menos o que é ser pai. E sabe por quê? Os pingos de felicidade dele respingavam para todos os lados quando uma determinada canção começou a ser cantada pelo Sandro, o vocalista da Frida. Aquela felicidade nos atingiu em cheio. Imediatamente abraçamos o teu pai e o choro foi um só. A dança foi uma só. O salão de festas transformou-se num jardim bonito. Obrigado Frida!

E saiba de uma coisa Marimaisana: havia um tempo que eu não escrevia. Os motivos eram muito poucos ou quase que inexistentes. Eu até tinha um motivo por baixo da manga, mas isso é coisa para outro dia. O que ocorreu é que naquela hora todos sabiam que a coisa certa a se fazer era abraçar o teu pai. Que no momento pensava unicamente em ti no meio de tantas pessoas e acordes musicais. Era tu Marimaisana que estava nos pensamentos dele.

Agora um pouco mais pra baixo a letra que fez todo mundo chorar de alegria pensando em ti. Assim eu encerro te deixando um baita beijo na tua testa! E um recado: o teu pai te ama mais que tudo nesse mundo!

Jardim Bonito – Frida

Da janela da varanda ainda dá pra ver os brinquedos espalhados no jardim
Você brincando sem saber do mundo, às vezes, procurando um abrigo em mim
Sorri, e corre pra me abraçar!
Depois do fim do dia, um dia um tanto quente
Em frente à televisão seus olhos resistem
Não querem fechar, mas todo esforço é em vão
Sorrindo adormece é hora de descansar.
Quero te ver correndo de novo no nosso jardim bonito.
Quero te ver correndo de novo no nosso jardim bonito.

Ela da varanda que ainda pode ver os brinquedos espalhados no jardim
Você brincando sem saber do mundo e, às vezes, procurando um abrigo em mim
Sorri e corre, pra me abraçar!

Quero te ver correndo de novo no nosso jardim bonito.
Quero te ver correndo de novo no nosso jardim bonito.

Por hoje era isso meus queridos leitores, e se vocês gostaram dessa letra procurem ouvir a música neste site aqui: http://www.frida.tnb.art.br/