Parágrafos

0
118

Somos todos tão clichês ao negar que não queremos amar, mas então, por que é que continuamos ferrando com nossas almas todos os dias? É tão feio dizer a verdade? É porque é mais fácil ir ao super e comprar cerveja do que montar um sanduíche e dividi-lo ao meio.
*
Outro dia eu andava pela rua, com uma cerveja na mão e te encontrei. Te dei um beijo e um abraço, tu me deste um beijo e esquivou-se. Que estranho, eu pensei ter te abraçado, acho que ando bebendo demais, é melhor parar antes que eu comece a vomitar.
*
Dizem que as mulheres que estudam mais ficam solteiras. Mas não é porque são mais inteligentes que as outras e, sim, porque preferiram ver histórias de amor a simplesmente vivenciá-las.
*
Eu só bebo e escrevo, sim, mas e daí? E tu que só reclama desses caras que te comem e te isolam no outro dia? A cerveja faz menos mal que um sexo sem sentido, acredite!
*
Uma vez a Clarice escreveu sobre o amor que sentiram por uma galinha. Então amar é como assustar uma galinha até ela pôr um ovo, depois que este ovo virar frango, o amor pela penosa se perde dentro de uma panela. Logo, não amar, é o mesmo que comer galinhas.
*
Aí ele voltava pra casa de noite, por volta das sete e quarenta e num pedaço escuro da calçada duas meninas se aproximaram e uma delas lhe falou: – Hey! Tu és o fulano! O que escreve no jornal. Ele olhou e disse: – Sim, praz… . Elas deram as costas e saíram dando gargalhadas. Talvez elas pensassem que se tratava de um grande homem, rico e bem dotado. Se enganaram, na verdade não passava de um magrelo e gadeiúdo que usava uma camiseta do Led.
*
O amor, o chicle e o clichê eram 3 amigos que andavam sempre juntos, até que um dia conheceram a traição e ela ferrou com todos eles… Hoje o amor é desacreditado; o chicle é visto como um mau sujeito; e o clichê vive repetindo as coisas que o amor lhe dizia…
*
Escrever sobre garotas é uma coisa fácil, o ruim é ler depois de um tempo, tudo o que foi escrito e saber que tudo aquilo não passou de uma piada sem graça e mal contada…
*
E ela se tornou uma linda jovem ao completar os seus dezoito anos, e dizer que um dia ela frequentou aos cinco, o mesmo estabelecimento que eu, um desses que dá assistência diurna a crianças de pouca idade.
*
A mulher nunca gostou de homem santo. Se Jesus fosse um safado ele jamais teria sido pregado. Maria Madalena não deixaria!