Coincidências?

0
96

Nunca fui de levar muito a sério essa coisa de coincidências. Agora sou. E não por acaso. As coisas mais improváveis já aconteceram comigo.

Em 2008 fui a Goiás prestar provas para a Justiça do trabalho. Fiz a reserva do hotel antecipada e aleatoriamente, não poderia aguardar a definição do local de prova para só então começar o levantamento da rede hoteleira. Prestaria provas para dois cargos respectivamente e pensei que seria inevitável o deslocamento de um lado para outro, o que em se tratando de Goiânia e de meu total desconhecimento da cidade poderia tornar-se um grande problema. Mas curiosamente o local de prova de ambos os cargos era o mesmo. A primeira de muitas coincidências. Ao chegar ao hotel a única coisa em que conseguia pensar era em um banho e numa cama para descansar. Só no dia seguinte começaria então a busca pelo local de provas. Depois do café, arrisquei perguntar para um dos recepcionistas se ele acaso saberia me dizer onde ficava o CNTE. Cercado por outras pessoas, de outros estados que também desejavam informações, o rapaz deixou o balcão e foi até a rua, passando a indicar com a mão a direção que deveríamos seguir. O local ficava a umas quatro quadras do hotel. Imaginem! Há quase três mil quilômetros de casa, selecionando aleatoriamente um hotel, numa cidade do tamanho de Goiânia, Oswald de Souza que responda: qual a probabilidade matemática de o hotel ficar tão próximo de meu local de prova? Coincidência? Não, isso não é coincidência.

Julho de 2010. Concurso em Cascavel, Paraná. De novo reserva antecipada, aleatória e o improvável: o hotel ficava em frente à rodoviária. Era só atravessar a rua. Nem de táxi precisei. Local de prova: mais ou menos 15 minutos do hotel. Coincidência? Não, isso não é coincidência.

Depois Chapecó. Reserva aleatória, bi, bi, bi, bó, bó, bó, meus critérios são sempre os mesmos. Local de prova: mais ou menos umas cinco quadras do hotel. Mas não foi só isso. Ao chegar no local de prova, encontrei um amigo da faculdade que eu não sabia que também faria a prova e menos ainda de que a faria no mesmo local que eu. Antecipei o retorno e voltei com ele e um casal de amigos com quem ele fora, assim de última hora. Coincidência? Não, isso não é coincidência.

Agora estou recomeçando o circuito. Prova em Joaçaba. Reserva aleatória… hoje recebi a confirmação do local de prova, “coincidentemente” o endereço da UNOESC fica na mesma rua do hotel que reservei. O detalhe curioso é que ao pesquisar a localização da universidade identifiquei um outro hotel com número vizinho ao Universidade, 2025, 2125. Acreditem, porque eu quase não acreditei: o tal hotel fica ao lado do campus!!! E consegui alterar minha reserva para lá.

“Coincidências” como essas não são obra do acaso. É DEUS FACILITANDO UM POUCO A VIDA DA GENTE.

Agora, coincidência mesmo aconteceu com uma amiga, que à espera da lotação ouviu uma senhora comentar ao ver um senhor grisalho e barrigudinho descarregando um caminhão de bebidas:

– Aquela barriga só pode ser de cerveja!

E a resposta da minha amiga:

– É sim. Cerveja e muito churrasco. É meu pai!

Coincidência? Ahahahahaha, nesse caso, não sei. Todavia, é bom ter cuidado: coincidências acontecem!