A La Pucha: Alternativa criativa e eficaz para proteger os restaurantes

0
426

O último decreto assinado pelo governador Eduardo Leite complicou a situação dos restaurantes com a proibição do sistema de “self service”, o popular buffet. Como é o sistema mais usado, seria um baque a mais para um setor cuja perda de clientela alcança em torno de 70%. Vale lembrar que a proibição é válida para todo o Estado, independente da cor da bandeira definida para a região.

Em Santo Ângelo, no entanto, na base do diálogo, que é a marca do atual Governo Municipal, representantes do setor reuniram-se com o prefeito Jacques Barbosa e nesse encontro foi definida uma alternativa muito criativa e que, inclusive, já está sendo levada para outras cidades.

A colocação de um funcionário do restaurante junto ao buffet para servir o que o cliente escolhe, mantendo o distanciamento indicado de dois metros, foi uma grande sacada.

O sistema atende as orientações de prevenção e, muito importante, permite o funcionamento dos restaurantes, certamente evitando prejuízos maiores nesse momento de crise.

Uma outra iniciativa do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares lançou nesta sexta-feira (15) uma campanha para incentivar a população a consumir nesses estabelecimentos. A campanha usa duas hashtags, a primeira #fiqueemsantoangelo convida para a hospedagem nos hotéis locais e a segunda: #apoieumrestaurante destaca esse setor.

Uma boa iniciativa, que mostra que o setor não espera letargicamente ser engolido pela crise. E isso ficou evidenciado na reunião que relato no tópico acima, onde foram apresentadas sugestões, analisadas situações por diversos ângulos até o surgimento de uma alternativa elogiável

Para além da crise

Ouvimos por anos a fio que as crises são cenários ideais para as oportunidades. Porém, nunca vivemos ou pensamos em viver uma situação como a que estamos enfrentando.

Todavia, que seja mesmo um espaço para oportunidades, onde quem conseguir se readaptar, se reinventar, poderá se sobressair.

Alguns aspectos mostram que podemos olhar com um cuidado maior para atividades que antes passavam quase despercebidas.

O trabalho em casa, por exemplo, foi por muito tempo tido como algo fora de contexto, mas que na pandemia mostra que pode, sim, ser eficiente. E é assim, como antes nada voltará a ser.

Estamos em meio a uma pandemia real, letal que não tem distinção, todos podemos ser vítimas, de uma forma ou de outra.

Os números assustam e esmagam aqueles que fizeram projeções minimizando o perigo, falando em 800 ou duas mil mortes.

Temos que superar as bobagens ditas e feitas pelos negacionistas, nos fortalecer realizando os cuidados necessários, sabendo que quando passar, sairemos mais fortes. Em todos os sentidos, até mesmo para avaliar quem agiu com correção e quem não teve sensibilidade para entender os riscos a que a população foi exposta.

Investimento em infraestrutura

As obras não param em Santo Ângelo, mesmo com todas os entraves do combate
a pandemia. Nesta semana, o prefeito Jacques Barbosa esteve no Bairro São João.
Ao lado do secretário de Obras e Serviços Urbanos, Valter Larri Hoslbach, esteve vistoriando as obras de pavimentação asfáltica em trecho de 520 metros da Rua
Marcelino Champagnat, trecho entre o acesso à ERS-344 até o seu final.

A comunidade também foi contemplada com substituição de 15 luminárias que deram um novo aspecto à iluminação pública do bairro, melhoria comemorada pelos moradores.
São mais de 350 quadras asfaltadas na atual gestão e R$ 4,3 milhões investidos
na modernização do sistema de iluminação pública. Só para ficar nesses dois itens.

E Teich se foi

E como poderia ser diferente? O ex-ministro foi simplesmente humilhado pelo presidente da República, que quer impor o que acredita ao que é real. Triste e ridículo.

São dois inimigos que enfrentamos nesse momento. Um invisível e que ataca de um jeito que não se consegui entender por completo até agora. E outro que também se prolifera rápido, mas que sabemos como isso acontece, porém, insistimos em não agir de forma eficaz. Dengue e Coronavírus, inimigos poderosos , mas, nos dois casos, cada um fazendo a sua parte é, ao mesmo tempo, proteger os demais.

Um presidente que vive bradando que “a verdade vos libertará” e pregando transparência precisa usar nomes falsos para realizar exames?

Gaudêncio, o abobado

Tenho um amigo, o Gaudêncio. De tão ingênuo, ele é conhecido como o “Abobado do Rincão”. Gaudêncio compartilhou nesta semana publicação onde um bolsonarista local afirmava que o Brasil ideal não aceita gente como Davi Alcolumbre, Rodrigo Maia, e Dias Toffoli,respectivamente presidentes do Senado, da Câmara e do STF. Mas aceita Roberto
Jefferson, Valdemar Costa Neto, entre outros da mesma laia?. É, Gaudêncio faz jus
ao apelido.

  • Nada como um dia após o outro. Os mesmos que comemoraram quando Moro revelou a famosa gravação de Dilma orientando Lula sobre a nomeação para o Ministério- aquela, do Bessias e “tchau, querida”, agora reclamam dos comentários sobre o áudio da já famosa “reunião ministerial de boteco”.

 

  • Além da Covid-19 temos em curso a pandemia da falta de educação.

 

  • O retorno das aulas na rede público somente ocorrerá de acordo com a bandeira de cada região. Entretanto, não foi explicado como funcionará se uma região retornar antes que outra. Também a diferenciação de datas entre as redes pública e privada é questionável.

 

  • Também é preciso levar em consideração que com a volta às aulas aumentará a circulação de pessoas automaticamente. Esse é um outro ponto a ser analisado.

 

“Até que o sol não brilhe, acendamos uma vela
na escuridão”.
Confúcio

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here