A LA PUCHA: comércio

0
474

O Governo do Estado deve se pronunciar nesta quarta-feira (15) sobre a flexibilização ou não das atividades comerciais e de prestação de serviços. Acredita-se que deve ser
decretada uma medida que permita o funcionamento dos estabelecimentos, logicamente mediante alguns cuidados que até são óbvios.

E isso ficou mais claro a partir do momento em que o governador Eduardo Leite afirmou que a decisão será tomada por critérios técnicos e científicos que levam em consideração a situação de cada região.

Penso que é um critério acertado e que atende aquilo que alguns prefeitos, como o de Santo Ângelo, estavam estabelecendo antes do governador decretar o fechamento quase que total do comércio.

Quem se manifestou de forma veemente sobre a ação do vereador Lucas Lima a respeito do projeto do novo Centro Administrativo foram os próprios colegas dele. Na tribuna, deixaram claro o descontentamento, alguns, inclusive com pronunciamento muito forte como o vereador Paulão (Progressistas).

Querer atribuir isso a parte da imprensa é mais uma tática velha que alguém que, por incapacidade de contar com um argumento mais respeitável, insiste nisso.

Perguntar não ofende

Discute-se, até judicialmente, a questão da liberação ou não do FGTS. Situação estranha, afinal, o FGTS não é dinheiro do governo. É dinheiro do trabalhador e, portanto, não seria ele quem deveria decidir quando e como usar esse recurso?

Só para Lembrar

Já existe um movimento para que as eleições sejam realizadas no feriado de 15 de novembro. No caso dos municípios que necessitam de segundo turno, esse seria realizado em 6 ou 13 de dezembro. Assim sendo, as convenções partidárias, programadas para julho, ocorreriam em agosto.

Filiações

Encerra nesta quarta-feira (15), o prazo para que os partidos oficializem os nomes dos novos filiados. As relações devem ser incluídos no programa chamado Filia. O prazo de filiação se encerrou no dia 3, mas os partidos têm até esta quarta para inserir os nomes no Sistema e daí em diante as relações serão públicas. Ou seja, termina o jogo do esconde-esconde.

Regularização

Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até 6 de maio para regularização. Após o prazo, quem estiver com pendências não poderá votar nas eleições de outubro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o calendário dos procedimentos preparatórios das eleições está mantido. Na última semana, a presidente Rosa Weber criou um grupo de trabalho para avaliar os impactos da pandemia na Justiça Eleitoral.

Milagre do Covid

É difícil de acreditar, mas está acontecendo. Por conta do Covid-19, deputados do PT, Psol
e a base de apoio a Bolsonaro estão juntos no pedido de quebra de patente para medicamentos possivelmente eficazes contra a doença.

Para refletir
“A futilidade é a alma gêmea da ignorância. A arrogância é a alma gêmea da incompetência. A vaidade é a mãe delas.”
(Maria Angélica Carnevali Miquelin)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here