A La Pucha: Mais leitos de UTI bancados pela união de esforços

0
449

O custo da abertura de novos leitos de UTI é alto. São mais de R$ 3 mil por leito/dia, sendo ou não utilizado. E, se for utilizado, o pagamento do Estado é de R$ 1,6 mil por paciente/dia. Sem contar os demais equipamentos, porque afinal não bastam apenas respiradores.

Sem contar que para manter esses leitos à disposição da comunidade, é necessária a contratação de mais 30 profissionais.

Para bancar o valor necessário, de R$ 650 mil no trimestre, foi preciso uma ação articulada, encabeçada pelo deputado Eduardo Loureiro e pelo prefeito Jacques Barbosa, buscando apoio financeiro da AMM e dos empresários locais.

E aí, louve-se a sensibilidade dos empresários, que entenderam a importância da ação e se mobilizaram, com a coordenação de Fernando Londero, alcançando uma soma significativa.

Essa união garantiu o credenciamento dos novos leitos, melhorando sensivelmente a condição da região das Missões nesse quesito para avaliação do Estado.

Resultado positivo e mérito para todos aqueles que trabalharam pelo bem comum.

Cem dias sem turistas

Recebi do empresário Carlos Augusto Silveira Alves (foto ao lado) um triste relato da situação do setor de turismo em São Miguel das Missões e o que deve ser geral na região.

Segundo ele, na quinta-feira (25) completaram-se cem dias de fechamento do Sítio Histórico de São Miguel das Missões e isso reflete diretamente no setor de hospedagem, bares, restaurantes e na venda de artesanato.

Carlos frisa que todo esse setor econômico é muito dependente do Sítio Histórico, que de forma direta ou indireta emprega centenas de pessoas. Sem turistas, são empregos sendo perdidos. O pior, a perspectiva de recuperação é muito nebulosa.

O empresário tem um amplo conhecimento do setor, sendo professor, presidente da Associação Comercial e Industrial de São Miguel, da Associação dos Amigos das Missões e do Conselho Municipal de Turismo.

Retomada

Embora as dificuldades sejam muitas, penso que o pós-pandemia possa ser usado para uma retomada do turismo missioneiro.

Projetos muito importantes e com resultados excelentes, como o Rota Missões, precisam ser retomados em sua essência.

A base precisa ser trabalhada novamente. Não só os atrativos, mas pensar no atendimento, na gastronomia, no artesanato, de forma bem abrangente.

O X da questão

Impressionante como as pessoas ainda se movem por conta de barbaridades que são publicadas nas redes sociais. Uma das notícias falsas que circula por aí dá conta que o Hospital Santo Ângelo (HSA) recebe R$ 12 mil por paciente internado com Covid-19. E mais, que esse valor estaria fazendo com que o hospital inflasse o número de casos para faturar mais.

Concordo plenamente com o provedor Odorico Bessa Almeida (foto), que em entrevista ao colega Luiz Roque da Super Rádio Santo Ângelo, foi claro: “A pessoa que imagina isso tem que ter a mentalidade muito pequena. Qualquer criança vê que isso peca por absurdo”.
Absolutamente correto.

Só para lembrar 

Estamos enfrentando, quem sabe, o período mais delicado da pandemia até aqui.
Diante disso, reforça-se a necessidade de prevenção. Então, se puder fique em casa.

Só saia em caso de real necessidade e com o máximo de cuidado, com máscara e usando sempre o álcool gel. Se for daqueles que ainda não crê na gravidade da situação,
se previna em respeito aos demais. É o mínimo que se espera.

> A investigação envolvendo as fake news que circularam em Santo Ângelo atacando algumas pessoas com motivo claro de atingir lideranças do PDT segue sendo realizada e tem causado calafrios em alguns dos apontados como autores da postagem criminosa. A coragem registrada na divulgação não está se repetindo no momento em que a Polícia se aproxima dos culpados. A punição deve ser rigorosa.

> As melhorias que estão sendo feitas na Rua Antônio Manoel, entre Avenida Getúlio Vargas e Antunes Ribas, tem sido bastante elogiadas pela comunidade. O fluxo de veículos ficará facilitado e haverá ganho nas vagas de estacionamento. Aliás, o diretor do Departamento Municipal de Trânsito (DMT), Gerson Rodrigues (foto), alerta para a transformação daquelas duas quadras em mão única, no sentido Getúlio Vargas/Antunes Ribas. Isso irá melhorar o fluxo e abrir mais vagas de estacionamento em frente ao HSA.

 

> Bastou comentar sobre o lamentável episódio do ex-ministro da Educação e todo o enrosco da sua ida para os Estados Unidos que a “milícia digital” começou a agir com força. A “robozada” ataca a todos os que divergem. O esquema é movido por pessoas que agem como se virtudes morais e éticas fossem exclusividades suas. E, na maioria das vezes, nem possuem essas virtudes.

Gaudêncio abandonado

Meu amigo Gaudêncio é um sujeito muito, mas muito ingênuo, tanto que é conhecido como “abobado do rincão”.

Gaudêncio acreditou que está certo quem critica uma possível celeridade da Polícia e não ataca quem comete o crime investigado.

Assim, Gaudêncio nunca vai se livrar do apelido.

Perguntar não ofende

Neste ano não teremos festas juninas, mas muitas quadrilhas seguem à solta??

Para refletir

“É que tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.“
Cora Coralina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here