A La Pucha: O x da questão

0
380

O Governo do Estado anunciou um plano para a retomada das aulas presenciais. A sugestão de cronograma escalonado, prevê a retomada entre o fim de agosto e a metade de outubro. O planejamento é retomar pela Educação Infantil, tanto privada quanto pública, a partir de 31 de agosto.

A maioria das pessoas e autoridades ouvidas é contra, mesmo que não tenha sido determinado pelo Estado que as aulas voltem a partir do dia 31 deste mês. E isso se justifica, afinal em tempos de pandemia, o principalmente sentimento que possuímos é o do receio.

E, sempre foi melhor prevenir do que remediar. O contexto todo é complicado. Vivemos em meio a números da pandemia que assustam.

Mesmo que na região a situação possa estar controlada, a convivência, a dificuldade em manter o distanciamento e disciplinar o uso de máscaras pelos alunos, podem ser fatores determinantes para a proliferação do vírus e que ele seja levado para as casas, onde estão pessoas do grupo de risco, por exemplo.

Seria muito arriscado, sem dúvida.

Reforma tributária

Estamos em meio às discussões em torno das propostas de reforma tributária estadual e federal. O ideal é que essas reformas propusessem a diminuição do tamanho da máquina pública e dos gastos públicos.

Essas mudanças precisam partir de quem está propondo as reformas e não se vê essa disposição.

Especialistas repetem que para que as reformas ocorram é preciso o apoio do mercado. Mas só a vontade do mercado não basta, afinal, ele tem muito poder mas não pode tudo. Em meio a pandemia é ainda mais complicado.

Estado

A reforma proposta no Rio Grande do Sul, por exemplo, é complexa mas espremendo fica apenas a redução de cinco para duas alíquotas do ICMS.

Na prática, o que deve ocorrer é aumento dos preços para os consumidores de produtos da cesta básica. E o aumento do IPVA, de 3% para 3,5% e a faixa de isenção passando de 20 para 40 anos de fabricação dos veículos.E isso prejudica todo mundo.Sem contar que o benefício do Bom Motorista passaria a ser concedido apenas com três anos sem infrações e desconto de 5%. Dois anos sem infrações, 3% e um ano sem infrações, 2%.

Não reforma, apenas muda algumas coisas e naquilo que muda quem paga o pato é o povo.

Solidariedade colorada

Se a fase não é das mais animadoras dentro da campo, os colorados de Santo Ângelo seguem dando goleada em solidariedade. São mais de três toneladas de alimentos coletados e distribuídos às pessoas em vulnerabilidade social.

Nesta semana, em ação desenvolvida pelo Consulado do Inter e pela Associação dos Colorados de Santo Ângelo (Ascosa), foi realizado mais um repasse de doações de alimentos realizada para minimizar os efeitos da pandemia.

Os alimentos foram entregues aos grupos Panelas do Bem, Anjos Sem Asas, Sementes do Bem, Mãos que Doam e Paróquia Santo Antônio, que irão distribuir a famílias que acolhem.

A campanha continua em andamento e novas doações serão entregues posteriormente a outras entidades assistenciais e famílias necessitadas. Quem quiser colaborar, favor manter contato com os membros do Consulado ou da Ascosa.

Só para lembrar 

No ano passado, a arrecadação da União bateu na casa de R$ 1,5 trilhão. Diante desse valor, dá para imaginar como o nosso dinheiro é gasto de forma equivocada diante de tantas necessidades que não são atendidas.

Mobilização dos partidos

Vários partidos estão se mobilizando para as convenções que devem ocorrer no início do próximo mês. Reuniões prévias, principalmente com os que pretendem disputar a eleição para a Câmara de Vereadores tem sido feita, até para orientações. Neste fim de semana, várias reuniões estão programadas.

O PTB tinha agendada uma reunião com seus pré-candidatos na noite desta sexta. A coordenação do partido está a cargo do vereador Valter Mildner (foto), que não concorrerá a reeleição. A ideia é ter chapa proporcional completa.

Perguntar não ofende…
Quem está disposto
a arriscar e mandar
as crianças para
a escola?

 

Gaudêncio, o abobado

O meu amigo Gaudêncio continua dando mostras da sua incurável ingenuidade. De tão ingênuo, ele é conhecido como “abobado do rincão”.

Nesta semana, ele acreditou em quem repete o tralalá que a situação do Município é “terrível”, “insustentável” e que possui a fórmula mágica de arrumar tudo, mesmo que a trajetória dele e de suas influências mostrem exatamente o contrário.

Gaudêncio não se emenda.

 

Para refletir
“Tato é a capacidade
de se descrever
os outros tal como
eles se julgam”. 
Abraham Lincoln

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here