A La Pucha: O x da questão

0
180

Um lembrete. A região foi classificada como Bandeira Laranja por três semanas
consecutivas, o que permitiu a flexibilização em alguns setores. Também está sendo
verificada uma queda no número de casos. Porém, o risco ainda existe e temos que
manter os protocolos de segurança. O uso de máscaras, por exemplo,
segue sendo obrigatório.

O X da questão

Governo do Estado decidiu pela volta às aulas na próxima terça-feira (20). Um risco para estudantes, seus familiares e trabalhadores da educação, sem dúvida.

Penso que se as aulas tivessem sido suspensas por dois ou três meses, até poderia ser feita uma recuperação presencial do ano letivo. Mas não, são sete meses, o que parece ser irrecuperável.

O risco é claro. Os estudantes correm risco de se contaminar e levar o vírus para suas casas, onde estão pessoas que podem estar nos chamados grupos de risco e mesmo os que não estão nesses quadros mas que estarão sujeitos a contaminação.

Enfim, a volta das aulas presenciais, mesmo que sejam seguidos protocolos rígidos de segurança sanitária, é arriscada.

E isso justifica a ampla rejeição do retorno por parte dos pais.

Sem contar os professores e trabalhadores da educação que estão no grupo de risco e, o que é essencial, qual a estrutura que as escolas estaduais terão para cumprir esses protocolos sanitários?

Foram realizadas reformas ou adaptações para seguir as orientações de distanciamento e higiene das autoridades sanitárias?

Produtos para proteção e higienização dos estudantes e trabalhadores já foram disponibilizados?

Inscrição da Lei Aldir Blanc vai até o dia 25

As inscrições para pessoas físicas e jurídicas, trabalhadores da cultura e residentes em Santo Ângelo, além de espaços de arte e cultura, receberem o auxílio da Lei Aldir Blanc vai até o dia 25 deste mês.

Serão contemplados 92 projetos com valor total de R$ 545 mil. Santo Ângelo foi um dos primeiros municípios do noroeste gaúcho a buscar o credenciamento, num trabalho intenso do secretário municipal de Cultura, Marco André München, e sua equipe.

Serão premiados 57 agentes culturais do Município, que concorrerão a prêmios de R$ 10 mil, R$ 8 mil, R$ 5 mil e R$ 3 mil. E, também, o Edital de fomento 03/2020 “Artes Integradas – Lei Aldir Blanc, que selecionará 35 projetos culturais de pessoas físicas e jurídicas de direito privado (com ou sem fins lucrativos), trabalhadores e trabalhadoras da cultura de Santo Ângelo, nesse edital os valores de cada projeto serão de R$ 5 mil.

Ambos os editais e os seus anexos estarão disponíveis na página da Secretaria de Cultura para download aqui.

Gaudêncio, o abobado

O meu amigo Gaudêncio, que de tão ingênuo ganhou o apelido de “abobado do rincão” por  acreditar em qualquer coisa. Pois bem, o Gaudêncio acreditou, mesmo, que dinheiro na cueca era coisa apenas de corrupto “esquerdopata”. Aí, Gaudêncio passou de abobado para idiota, já que a corrupção é ambidestra.

Cultura local perde Olgi Krejci

Advogado, escritor e letrista faleceu na noite desta quinta-feira (15). Arquivo

Santo Ângelo perdeu uma pessoa muito identificada com o setor cultural. Olgi Krejci era um poeta de extrema sensibilidade e suas letras conquistaram prêmios em alguns dos principais festivais de músicas nativistas do Estado.

Sempre que classificava uma obra ou conquistava um prêmio, tinha a gentileza de me informar, porque sabia da admiração ao seu talento.

A partir do Canto Missioneiro, Olgi começou a compor em parceria com alguns dos principais nomes da música nativista.

Para comprovar o talento, indico que busquem a apresentação da música “Guarani”, premiada como melhor tema Missões na terceira edição do Canto Missioneiro. Uma letra maravilhosa com melodia de Tuny Brum e interpretação de Vinicius Brum. Uma apenas, entre as tantas obras que Olgi deixa.

Membro da Academia de Letras, confrade do Recanto do Sabiá, ex-patrono da Feira do Livro, por tudo isso, em virtude de seu falecimento foi decretado luto oficial no Município.

Infelizmente, Olgi não resistiu a uma pneumonia seguida da Covid-19. Fica a obra, o reconhecimento e o agradecimento.

Perguntar não ofende
Ué, não tinha acabado
a corrupção e encontraram
dinheiro na cueca
do vice-líder do governo?

Cisne deve reabrir só no ano que vem

Num momento em que algumas atividades estão retornando, inclusive os cinemas, surgiu a curiosidade a respeito do Cine Cisne.

Em contato com o amigo Flávio Panzenhagen, ele disse que será muito difícil reabrir neste ano devido ao contexto em que o setor está inserido e, principalmente, as indefinições do mercado cinematográfico nacional. Por isso, vai aguardar um pouco mais para definir o retorno.

Mesmo diante das indefinições, existe a confiança de que o Cisne voltará a receber a comunidade, que tanto carinho e apreço tem pelo “seu” cinema.

 

Para refletir
“A coisa mais
indispensável
a um homem
é reconhecer
o uso que deve
fazer do seu
próprio conhecimento”. 
Platão

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here