A La Pucha: Renovação da Câmara Municipal

0
230
Valdemir Roepke, Nanaco

O que ficou da eleição municipal, além da reeleição já esperada de Jacques Barbosa, foi a comentada renovação da Câmara de Vereadores. Entretanto, é preciso contextualizar essa “renovação”.

Vando Ribeiro de Souza

Da composição atual da Câmara de Vereadores, Lucas Lima concorreu a vice-prefeito, Vinícius Makvitz, Valter Mildner e Zilá Andres decidiram não disputar o pleito. Vale lembrar que Mildner era suplente e o titular, Ademir Queiroz, concorreu e não obteve sucesso. Então, dos 15 eleitos em 2016, 12 tentaram o sucesso nas urnas.

Nader

Destes, quatro conseguiram: Maurício Loureiro, Felippe Terra Grass, Jacqueline Possebom e Márcio Antunes.

Gilberto Corazza

E dos eleitos em 15 de novembro, quatro já foram vereadores: Valdemir Roepke (Nanaco), Nader Awad, Gilberto Corazza e Vando Ribeiro.

Nader foi vereador de 2013 a 2016; Corazza elegeu-se em 1992 e depois em 2008; Nanaco foi eleito em 2000 e 2008 e Vando assumiu em meio ao mandato de 2000-2004, reelegeu-se e depois se elegeu novamente em 2013.

O fato de se falar tanto em renovação e esses quatro terem conseguido retornar ao Legislativo serve para valorizar ainda mais as suas vitórias. Porém, ao mesmo tempo é preciso destacar que a renovação não é tão grande como se imaginou num primeiro momento.

 

Nêne quer punição aos infiéis

Também em entrevista concedida a Luiz Roque na Super nesta semana, o vereador eleito pelo Progressistas, Nivaldo Langer de Moura, o Nêne, falou sobre a sua posição com relação a correligionários que teriam trabalhado para candidaturas de outras siglas.

Nêne repetiu o que o candidato progressista à Prefeitura, Luis Clóvis Machado da Rocha, já havia afirmado, que vai buscar a punição aos infiéis do partido, inclusive, citando a possibilidade de expulsão dos mesmos.

Nêne foi o único vereador eleito pelo Progressistas, portanto, tem legitimidade e certamente outras lideranças partidárias concordam com a sua posição.

O que se imaginava é que passada a eleição ocorresse um movimento dos chamados “bombeiros” para aparar as arestas e acalmar a situação. Mas, pelo jeito, a tarefa não será tão fácil assim.

Delegado desmente mais uma “fake news”

Em entrevista ao colega Luiz Roque da Super Rádio Santo Ângelo nesta semana e reproduzida nesta edição, o delegado Charles Dias do Nascimento deixou claro que a investigação que está sendo realizada em Guarani das Missões sobre a compra de testes rápidos de Covid-19 não envolve a Prefeitura de Santo Ângelo.

A desinformação começou a circular nos dias que antecederam a eleição e é mais uma das tantas fake news divulgadas à exaustão que é categoricamente desmentida. O pior é que os “autores” não aprendem.

Só para lembrar..
Jornalistas do Rio de Janeiro definem o prefeito Marcelo Crivella como “rei das fake news”. Certamente não conhecem um sujeito que continua por aí.

Cancelado o Réveillon das Missões

A administração municipal de São Miguel das Missões, através da Secretaria Municipal de Turismo, confirmou o cancelamento oficial das celebrações do Réveillon nas Missões.

De acordo com a justificativa apresentada, a festa no modelo tradicional não é viável no cenário de pandemia em que estamos vivendo. Uma medida acertada. Um atrativo interessante para o turismo regional, porém, é preciso respeitar o momento e atuar de forma responsável.

O prefeito Hilário Casarin afirma que a avaliação sobre a viabilidade ou não do evento vinha sendo feita. O aumento dos casos de Covid-19 nos últimos dias foi determinante para o cancelamento.

Gaudêncio, o abobado

O meu amigo Gaudêncio, por ser muito ingênuo ganhou o apelido de “abobado do rincão”.
Porém, até o Gaudêncio tem estranhado algumas manifestações.

Por exemplo, quando alguém tentou transformar o fiasco da eleição em “grande vitorioso”, Gaudêncio arrepiou: “O pior não é o “estrategista” fazer tal afirmação mas o “iludido” seguir acreditando. Nem eu acredito”.

Perguntar não ofende
Preocupados se é primeira ou segunda onda de Covid?
Mas não é tsunami.?
  • Deu no jornal: “Embaixada da China pede para que cessem
    “as desinformações e calúnias sobre a China”, sob o risco de “arcar com as consequências negativas”.   O pior é que a “desinformação” parte do filho reincidente do presidente da República. Completa falta de senso ou apenas idiotice?
  • Leitor da coluna comenta que no caso do espancamento e morte ocorrida numa loja do Carrefour em Porto Alegre, uma gravação mostra que a vítima já tinha uma rixa com a segurança, pois alguém fala que ele já havia sido avisado. Mesmo que realmente tenha acontecido outros episódios, não se justifica a violência do ato. A ação foi criminosa, não
    importando a folha corrida da vítima. Quem atua na segurança tem que estar preparado para agir na adversidade. Essa é a função.

 

Para refletir
“As ditaduras fomentam a opressão,
as ditaduras fomentam o servilismo,
as ditaduras fomentam a crueldade;
mas o mais abominável é que
elas fomentam a idiotia”.
Jorge Luis Borges

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here