A La Pucha:Semana de excelentes notícias

0
298

A semana foi de excelentes notícias para Santo Ângelo. Primeiro, o expressivo resultado no retorno do ICMS para 2021.

Os dados são referentes ao resultado da economia no ano passado. Porém, é importante lembrar que já vivíamos uma crise econômica muita séria. E isso serve para destacar ainda mais os 5,28% de crescimento apresentado por Santo Ângelo.

A boa resposta da economia está ligada às políticas públicas que são desenvolvidas pela administração municipal, apoiando decisivamente o crescimento de empresas já instaladas e criando cenário ideal para a atração de novos investimentos.

E para quem sempre gosta de comparar com outros municípios que são polos regionais, o crescimento da economia santo-angelense é bem superior a Ijuí (2,97%), Santa Rosa (3,88%) e São Borja (0,67%).

A outra notícia importante e favorável é a licitação da obra de ampliação do Aeroporto Regional de Santo Ângelo.

Dentro de 30 dias deve ser aberta a licitação para a elaboração dos projetos técnicos. Esse trabalho está previsto para ser concluído num prazo de até seis meses. Sendo assim, já dá para esperar que a obra inicie em 2021.

Esse projeto definirá o valor da obra, que inicialmente está estimada em R$ 44 milhões.

A modernização do Aeroporto santo-angelese é importante para a economia de todo o Noroeste gaúcho. E permitirá, ainda, que novas articulações sejam feitas pelas lideranças locais, visando atrair novas linhas, quem sabe com a retomada de um voo para São Paulo.

Auxílio decisivo

Na questão envolvendo a obra de ampliação do Aeroporto Regional é preciso destacar o empenho de lideranças locais, como foi, inclusive, destacado pelo secretário estadual dos Transportes, Juvir Costela, que em entrevista na Rádio Santo Ângelo citou a participação do deputado estadual Eduardo Loureiro.

Mas, também, é preciso lembrar que o prefeito Jacques Barbosa destacou um engenheiro da equipe da Secretaria do Planejamento para auxiliar os técnicos do Estado na elaboração do anteprojeto. Essa medida agilizou bastante o trâmite.

A vingança do Gaudêncio

O meu amigo Gaudêncio, os leitores já conhecem. Ele ganhou o apelido de “abobado do rincão”, por ser muito ingênuo e acreditar em qualquer coisa. Pois bem, nesta semana o Gaudêncio ficou indignado.

É que ele leu comentário de um sujeito afirmando que possui uma “fórmula mágica” para administrar o município e torná-lo uma potência.

Analisando a soberba e a repetição do ato de subestimar a inteligência dos outros, o que é frequente no sujeito, Gaudêncio foi irônico e tascou: “Depois eu é que sou o abobado”.Nem o Gaudêncio aguentou.

Só para lembrar 

Posições internas conflitantes são normais e até salutares em qualquer situação,
incluindo os partidos políticos. A democracia se alimenta do exercício das opiniões
e do respeito ao contraditório. O que não pode existir são artifícios escusos. Além disso,
a arte do escapismo, da fuga na tomada de posições firmes e transparentes,
uma hora recebe a sua cobrança.

Críticas infundadas

Igualmente, o cidadão deve recordar que quando ocorreu um entrave do projeto do Aeroporto Regional de Santo Ângelo algumas pessoas anunciaram que o recurso havia sido perdido e criticaram a administração por essa situação.

Foi feito o alerta do erro nessa avaliação. Logicamente que as críticas tinham fundo político-eleitoral. Agora, com a confirmação do ministro Tarcísio Freitas da abertura da licitação acaba de vez mostrando a ação “politiqueira” e sem nenhum fundamento.

Perguntar não ofende

Convicções ou desencantos, o que será maior nas convenções que
ainda restam ?

  • A técnica de polarizar com o mais forte é estratégia para buscar espaço. Todavia, se não souber conduzir esse debate com temas absolutamente relevantes e que tenha conhecimento suficiente, o antagonista apenas elevará ainda mais o adversário e “derreterá” nas avaliações externas. 
  • O candidato deve esmerar-se para jamais subestimar a importância de quem pode contribuir para um projeto coletivo. Construir uma candidatura apenas por interesses pessoais despreza o que deve ser a política na essência.

 

Para refletir
“A incompetência,
acredite, já destruiu
mais políticos
que a desonestidade”.
Ediel

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here