Gente e Negócios: Noite das Boinas no Colégio Tiradentes

0
187

Há mais de uma década que venho participando seguidamente de solenidades marcantes no Colégio Tiradentes da Brigada Militar de Santo Ângelo. Desde antes de sua implantação em 4 de dezembro de 2009, pois integrei a Comissão Executiva que tratou de sua fundação, lá no Governo do ex-prefeito EDUARDO LOUREIRO, juntamente com lideranças educacionais, políticas e da própria Brigada Militar.

Neiva Debacco Loureiro na entrega da boina para a sua neta/afilhada Gabriela Loureiro

No sábado passado entretanto, as emoções foram ainda mais fortes, quando da belíssima solenidade de entrega das Boinas para os novos alunos de 2020, em tempos de pandemia, que sob a correta e entusiástica liderança do diretor Capitão RÉGIS GIRARDON COPETTI, juntamente com toda sua equipe, professores e alunos, inovaram e deram ao Rio Grande do Sul inteiro mostras de como se faz uma cerimônia guardando todos os protocolos, mas sem perder nada em termos de gala, disciplina, ordem e força de uma geração que sabe muito bem o que quer.

Representando o Governo do Município, testemunhei a garra e as lágrimas de jovens que recebiam as boinas de seus pais , padrinhos e madrinhas, garbosamente ouvindo os hinos executados por uma Banda incrível numa noite que entrará para a história desse espetacular educandário que tanto admiramos.

Já faz tempo que me alinho entre os que batalham para dar ao nosso Colégio Tiradentes, um prédio bem maior para que muitos mais jovens possam nele ingressar. É claro que nisso pesam o 1º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica da 14ª CRE, bem como o 1° lugar no ENEM e o 6° entre todas as Escolas Estaduais do RGS. Mas o que mais do que tudo exige um TIRADENTES BEM MAIOR, é a vontade decidida, impetuosa e invicta de uma comunidade escolar que está colocando Santo Ângelo num patamar invejável de excelência na educação.

Diretor COPETTI, Coordenadora ROSA MARIA, comandantes da Brigada Militar e nosso conterrâneo Secretário FAISAL, a hora é agora…

Nova casa ao TIRADENTES já em 2021!

 

OLGI, o poeta dos Rios, das Flores e dos Amores

Advogado, escritor e letrista faleceu na noite desta quinta-feira (15). Arquivo

CONHECI bastante o prezadíssimo amigo OLGI ZAUZA KREJCI (foto). Como militar corretíssimo, fazia da caserna uma trincheira de civismo e como advogado era um intransigente defensor das liberdades e dos humanos direitos.

Mas era nas pajadas tantas de um teatino insuperável que mostrava dotes despojado. Peleava sozinho parecendo uma legião inteira. Cantava as flores falando de incontáveis amores, mas era de ver ele como o vi numa madrugada ali no Recanto do Sabiá, lua cheia refletida nas águas do Ijuí Mirim, e o vate bacharel e militar, apalpando as águas por entre as mãos e glorificando as matas por onde (me falou enquanto mateávamos) desde as mais priscas eras saltitam os sabiás apaixonados, transmitindo os segredos destas terras, falando ora de índios, de jesuítas e até dos invasores que macularam as Missões.

O OLGI era casado com dona ILDA TEREZINHA KREJCI, pai e mãe de JANE, MARILÊ, JOÃO SADI e LILIAN MARISTELA, avô querido de 7 netos e 3 bisnetos, deixando a chorá-lo uma comunidade inteira, tanto que por seus dotes culturais o governador da cidade, JACQUES BARBOSA, decretou luto oficlal por tres dias.

Em mais de mil letras, o imortal OLGI de nossa Academia Santo-angelense de Letras, ora musicadas, declamadas como poemas ou na forma de contos, vai continuar participando in memorian e como tema nos Festivais da Barranca, nos Carijos das Canções Gaúchas e tantos outros mais.

Ele tinha 82 anos mas parecia um guri quando se entreverava nos galpões para cantar ou discursar. Não morreu de véspera, embora o Covid tenha apressado o que não deveria apressar.

Poeta, sabe-se, e isso ele mesmo me disse lá em sua morada na Zona Norte, certa vez, “poeta só morre quando decide ir morar noutras plagas”.

 

Faleceu Rachel Loewenthal Marchetti

NA última sexta-feira, 16, faleceu em Balneário Camboriú, a santo-angelense RACHEL LOEWENTHAL MARCHETTI, filha de meus queridíssimos amigos HERMES ANTONIO MARCHETTI e MARLY LOEWENTHAL MARCHETTI. Aos 47 anos, vítima de complicações pós-cirúrgicas. Residia em Itajaí, onde trabalhava.

Era esposa do Dr. MARCO ANTONIO MENNA BARRETO, sendo mãe de GABRIELA (cursando Medicina na Uninove-SP) e NICOLAS (faz Engenharia Química na Univale em Itajaí) e irmã de RICARDO, FREDERICO e de ANDRÉ L. MARCHETTI (in memoriam).

Lá em Itajaí a enfermeira RACHEL (formada na Univale e com mestrado em Epidemiologia) trabalhava na Secretaria de Saúde há mais de 20 anos, atuava na UPA (Cordeiro de Itajaí), tendo sido inclusive diretora da Vigilância Sanitária e em 2016 foi Secretária de Saúde daquele município, onde desfrutava de imensa admiração por sua formação profissional e a forma com que atendida a todos. Ela que iniciou como aprendiz no Cesec BB/Santo Ângelo era também integrante da Escola Geração.

Seu corpo foi velado e cremado no Crematório Vaticano, sendo que seu passamento foi extremamente sentido, tanto lá em Itajaí e arredores como aqui em Santo Ângelo onde a família MARCHETTI possui imensos laços de amizades.

A toda família meus sentidos pêsames, com a certeza de que Deus acolheu a RACHEL e trará paz e cristã compreensão a todos.

Faleceu Mauro Vanzin

VÍTIMA de Covid faleceu em Curitiba o MAURO VANZIN, que há diversos anos deixou Santo Ângelo e residia em Curitiba.

Um conhecido profissional que atuou na Nestlé, Parmalat, Bauducco e atualmente era Executivo Comercial na Bunge.

Aos familiares, sentidas condolências.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here