Um tempo para o que realmente é importante

0
108

Estou em período de férias, longe dos litígios que repousam em processos que enchem os escaninhos do foro, a maioria deles que poderiam ser solucionados em uma boa roda de chimarrão, cada um reconhecendo seus erros, propondo-se a dialogar, desarmando-se dos rancores que a vida teima em nos apresentar e que por vezes nos retiram a lucidez e a possibilidade de refletir e pensar. 

E a vida passa, e como passa, os dias, os meses e os anos voam e nós não nos damos por conta do tempo que se perde em rusgas, em brigas, em discussões, teimamos em não dar valor ao que realmente interessa e a vida passa….

Durante o ano na correria do dia a dia, muitas vezes acabamos nos esquecendo do que realmente importa na vida, nestas férias tenha estado mais próximo de meu filho, estou compartilhando com ele alguns momentos, que antes não fazia, disse a ele em um desses momentos que iria comprar uma mesa oficial de tênis de mesa – uma paixão do meu filho – para dividirmos momentos juntos e ele me disse, “não adianta, você não tem tempo”, refletindo dei-me por conta que estou falhando, dei-me por conta que não aconteceu o mesmo com meu pai.

Das memórias que tenho da minha infância e adolescência, algumas coisas que me marcaram e que estão bem vivas na minha cabeça e que volta e meia passam como um filme são os finais de semanas em família na costa de um rio, onde pesquei meus primeiros lambaris, dos acampamentos com toda a família, das brincadeiras onde adultos viravam crianças e as crianças se tornavam adultos. Lembro-me das inúmeras viagens que fiz com meu pai na boleia do caminhão, eu e meu irmão nos revezamos durante as férias escolares, uma viagem ia eu e na outra meu irmão. E o que dizer das festas em família, os aniversários eram comemorados todos com festas surpresas, as festas de natal reuniam filhos, pais, netos, bisnetos, avós, irmãos, primos, namorados, tios e amigos. Hoje me dou conta do quanto foram importantes todos aqueles momentos e me pergunto se estou dando a mesma companhia, o mesmo afago aos meus filhos. E a vida passa….

No meio de tantas bobagens que poluem as redes sociais tem uma música que tem feito o maior sucesso, falando justamente dessas coisas simples da vida, falando do que realmente importa, sem apelações vulgares, chama-se “A vida é trem bala parceiro prestes a partir” a qual recomendo para quem ainda não escutou. Em um trecho diz a cantora “Também não é sobre correr contra o tempo para ter sempre mais” … “Porque quando menos se espera a vida já ficou para trás” … “Segura teu filho no colo” … “Sorria e abrace teus pais enquanto estão aqui” … “Que a vida é trem bala parceiro” … “E a gente é só passageiro prestes a partir”.

Não podemos agir como máquinas, sob pena de nos tornarmos uma delas e ao final sermos descartados como é o destino de uma máquina que perdeu sua utilidade. É necessário tirar um tempo para o que realmente importa na vida, ou a falta de tempo nos tirará a essência da vida, nos tirará a humanidade.

Um ótimo final de semana a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here