Uma posse quase solitária

0
184

A impetuosidade do coronavírus está impondo mudanças de hábitos e costumes no mundo inteiro. Não será diferente aqui em Santo Ângelo neste final de ano.

Afora as comemorações natalinas e de ano novo, todas parcialmente canceladas, no primeiro dia de janeiro vamos ter a posse dos vereadores e do prefeito e vice, eleitos em 15 de novembro.

A principal mudança vai acontecer na transmissão de cargo na prefeitura, que, na verdade não vai ter transmissão nenhuma. Jacques Barbosa foi reeleito e por isso será reempossado. Já o vice-prefeito Volnei Teixeira dificilmente receberá a bênção do atual vice-prefeito Bruno Hesse.

O que vai mudar mesmo é a pompa e o glamour de outras solenidades. O número de pessoas no saguão da Prefeitura ficará muito restrito e se limitará basicamente aos familiares.

O discurso do prefeito Jacques Barbosa deverá focar em dois assuntos bem pontuais. O primeiro deles será sobre o combate ao Coronavírus, que no início do ano, deixou meio mundo desnorteado e sem rumo, porque ninguém sabia do tamanho da tragédia.

O segundo ponto a ser abordado é o início de um novo mandato de quatro anos, norteado por uma profunda reformulação administrativa da prefeitura, que fará a máquina ser mais enxuta e provocar uma economia de mais de R$ 5 milhões nos próximos quatro anos.

Incoerência nas críticas

Chama atenção as críticas feitas pela oposição em relação a reforma administrativa encaminhada pelo prefeito Jacques Barbosa, a maior e mais ampla da história do município.

A proposta prevê uma reorganização da estrutura administrativa, com o enxugamento e redistribuição de funções. As alterações resultaram na eliminação de 56 cargos de confiança (entre CCs e FGs), o que vai gerar uma economia superior a R$ 5 milhões ao longo do próximo mandato. Mas o ponto que se apega a oposição é a criação algumas funções de maior valor, ignorando a extinção de um número muito maior de cargos, bem como a economia gerada.

O mais interessante é que os ataques partem daqueles que estiveram à frente da administração passada, liderada por Valdir Andres, quando também foi promovida uma reforma administrativa que guardou semelhanças com a atual, porém, com impacto financeiro bem menor do que agora.

Reforma de 2014 eliminou CCs menores e criou cargos de maior valor

Em 2014, o prefeito Valdir Andres encaminhou uma reforma administrativa. A partir da aprovação do projeto, foram eliminados 110 cargos de confiança (CCs) de pequeno valor (CCs 1 e 2), que praticamente não eram mais utilizados, e aumentados os CCs de maior valor.

A reforma resultou na criação de 26 novos CCs, dentre eles, 7 CC5, 2 CC6 (inclusive 1 para assessor jurídico ligado ao gabinete do prefeito) e 1 CC7, enquanto que nenhuma secretaria foi enxugada.

Nem por isso houve uma enxurrada de críticas em relação a medida, considerada tímida, mas razoável, até pela oposição. Mas agora, quando uma nova e muito mais ampla reforma é feita, os ataques são duros. O problema não está nas críticas em si, mas na falta de coerência. Quando estiveram no poder propuseram algo muito semelhante, mesmo que bem menos impactante.

A oposição continua sendo sistemática e, muitas vezes, irresponsável. Nada diferente do que vem ocorrendo há anos, cujos resultados, todos conhecem.

Coronavírus acabou com o Cinema Cisne

Transbordando de emoção, o empresário Flávio Pazenhagen anunciou ontem à tarde o encerramento das atividades do Cinema Cisne em Santo Ângelo. Foi mais uma das “vítimas” do Coronavírus.

O encerramento das atividades foi anunciado depois de exatos 10 meses de fechamento, quando começou a se intensificar mais a pandemia, em 10 de março.

Com um prejuízo diário, já que não tinha atividade nenhuma, nem mesmo o famoso cafézinho do “governo paralelo”, Flávio afirmou em seu comunicado que não restou alternativa, a não ser o fechamento.

Não foi a primeira vez que o Cinema Cisne enfrentou problemas, mas a crise atual foi tão devastadora que só poderia mesmo ter um único caminho: o fechamento.

Inúmeras gerações de jovens que se conheceram no cinema, ou dele fizeram as sessões ser mais românticas, entraram em um pranto silencioso porque o ato do fechamento os remeteu para tempos memoráveis e que a alma romântica dos tempos da juventude não apagará jamais…

Um prédio de 91 andares

O prédio mais alto de Santo Ângelo tem 15 ou 16 andares e impressiona pela sua imponência. Construído na Avenida Getúlio Vargas, ainda está em fase de conclusão na área de acabamentos. Considerando uma altura de 3 metros para cada andar, tem cerca de 45 metros de altura.

Em Taquara, cidade no pé da Serra, vai ser construído um gigante de 91 andares, com altura de mais de 305 metros e que se tornará o prédio mais alto da América Latina, superando o Gran Torre, de Santiago do Chile, com os seus 300 metros e 60 andares.
O projeto original prevê a construção de 56 apartamentos, metade dos quais terão o chamado pé direito duplo, ou seja, cada apartamento vai ocupar o equivalente a dois andares.

O custo de cada apartamento não deverá ser inferior a R$ 5.000,000,00. Se você tiver boa visão poderá vê-lo de Porto Alegre. Ou então através de uma luneta.

Construção civil esvaziando a poupança

Impressiona como o mercado de capitais se move de acordo com os ventos que regem a economia. Com uma taxa Selic baixa, em torno de 2 % ao ano, a caderneta de poupança e outros títulos públicos ficaram amarrados a um rendimento pífio mensal, que, na verdade, não rende nada.

Os aplicadores fugiram dos bancos e fizeram migrar suas economias para a construção civil, que, é um dissectores mais aquecidos em meio a pandemia, rivalizando com as farmácias e supermercados.

A consequência é a supervalorização dos imóveis, cujo mercado está em efervescência.

Terrenos que valiam R$ 100 mil antes da pandemia, agora valem R$ 150 mil ou mais.

E na esteira do aquecimento da construção, os preços dos materiais, que já estavam escassos, acompanham a mesma evolução. Os especialistas em economia garantem que este ainda é o melhor momento para retirar a poupança dos bancos e investir em imóveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here