Afastando-se da energia negativa de outros

0
137

Algumas pessoas confundem “empatia” com “simpatia”, mas é importante saber que empatia é a capacidade de colocar-se no lugar do outro, enquanto simpatia é uma espécie de compaixão por outras pessoas, sorrindo, sendo sensível e cordial nas mais diferentes situações. Deste modo, a empatia pode significar a absorção de parte da dor e sofrimento de seu ambiente.

Quem tem empatia e convive frequentemente com gente negativa pode se “intoxicar” conforme já refletimos aqui e em outro momento. Aprender a não absorver as energias negativas de outras pessoas é uma importante habilidade a desenvolver, lembrando de não tentar agradar a todos, tendo cuidado com quem nos aproximamos, parando de prestar tanta atenção nos fatos negativos, inspirando-se na natureza e responsabilizando-se pelas suas ideias e ações.

Nem todos vão gostar de nós e aqueles que reclamam da gente, assim como aqueles que eventualmente nos desrespeitam, ou cometem assédio moral, podem sugar nossa energia positiva, se tentarmos convencê-los a gostar da gente, além de deixar-nos dependentes da opinião deles. É preciso mais amor próprio e saber que ninguém pode mudar ninguém.

Para preservar a energia positiva também é preciso selecionar melhor quem faz e quem fará parte da nossa vida. É ótimo ser generoso, mas há uma linha tênue a trabalhar, para que não sejamos explorados, optando por ajudar mais a quem realmente precisa. Precisamos lembrar que aprender a dizer “não” auxilia bastante.    

Toda a vez que prestamos atenção a alguém, ou algum fato, damos-lhes parte da nossa energia. Quando nos concentramos em pessoas e fatos negativos, temos uma redução drástica de energia. Algumas pessoas podem despejar sua energia negativa em nós e então dirigir-se ao próximo. Claro que é bom ouvir o outro, e melhor ainda, é ter um ouvido amigo. Todavia, ouvir muitas frustrações pode drenar a nossa energia positiva e fazer com que passamos a limitar nossa vida de uma maneira não produtiva. Não dá para economizar, quando o assunto é rejeitar energia tóxica.

Os especialistas recomendam irmos para a natureza meditar, relaxar e respirar, pois ajuda a evitar a absorção da energia negativa que nos rodeia. É preciso mais confiança, mantendo a cabeça erguida e não permitindo que ninguém faça sentir-nos inferiores. Teremos uma vida melhor e sob o nosso total controle, se nos responsabilizarmos por nossos pensamentos e sentimentos. Como nos percebemos é maior do que a percepção que os outros têm de nós. Muitos esquecem que ninguém tem poder sobre nós, mas convivemos com gente que imagina equivocadamente, que há pessoas com tal poder sobre eles, que passam a culpar os outros pelas suas frustrações e dificuldades.

Ao nos conscientizarmos de que somos responsáveis por tudo o que ocorre com nossa vida, acessamos um nível mais profundo de nós mesmos, gerindo melhor o desenrolar da nossa vida, não sendo abatido, nem projetado para fora do nosso foco tão facilmente. Precisamos nos colocar em situações que aumentam nossas próprias energias. A cada pessoa com quem convivemos, pode-se avaliar se ela nos faz sentir bem e se fazemos esta pessoa se sentir bem. Cada um de nós é merecedor de ótimas experiências e não precisamos, seja consciente ou inconscientemente, nos aproximarmos e tão pouco repetir experiências negativas. Para nos protegermos das energias negativas, precisamos ter muito amor-próprio e lembrar constantemente do quanto é importante estar feliz e em paz, pronto para dizer não para as energias negativas.

Desejando mais energia positiva para todos, deixo um abraço e até a próxima!