As pessoas do lugar é que fazem a diferença

0
239

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que passei alguns dias pelo interior dos municípios de Flores da Cunha, Pinto Bandeira, Bento Gonçalves e Alto Feliz vendo in loco o que pessoas de muito bom gosto, mas especialmente trabalhadores de pequenas propriedades, famílias empreendedoras no meio rural fazem tanto na sede destes pequenos municípios, quanto em suas localidades como Otávio Rocha, São Gotardo, Alfredo Chaves, Linha Jansen, Linha Jacinto Sul, Via Trento, Nova Alemanha, dentre outros.

Porque fui nestes locais? – Pela indicação de muitos amigos e conhecidos, também por encontrar indicações positivas e boas avaliações dos produtos e negócios destes lugares, e ainda, porque como sabem, sou um admirador (e curioso) das iniciativas de desenvolvimento local e regional.

Um terreno extremamente acidentado, variando rapidamente entre 150 e 800 metros de altitude em relação ao nível do mar, solo rochoso e temperaturas que variam 20 graus num mesmo dia, nas 4 estações bem definidas, são algumas das características em comum destes municípios e localidades. É intrigante saber que os primeiros colonos foram atraídos para e ficaram neste locais, que por estas características, foram considerados inóspitos por expedições francesas e outras que séculos antes haviam passaram por lá.

Uma parte deste interior eu já conhecia, porém, a maior parte dos caminhos percorridos e locais visitados foi novidade e quanto mais adentrávamos ao interior, em meio a subidas e descidas de morros, mais ficávamos admirados com a quantidade de empresas produtoras de vinhos, sucos, bebidas destiladas, doces de frutas, embutidos de carne, queijos, móveis, máquinas e ferramentas industriais.

Especialmente Flores da Cunha, com quase que a totalidade das vias de acesso às mais distantes localidades, asfaltadas, com excelente acabamento, sinalização, sem buracos ou desníveis, garantindo segurança, conforto, orientação e assim atraindo e mantendo compradores, clientes, turistas, visitantes, consultores, vendedores, fornecedores de insumos, e especialmente, motivando os trabalhadores e empreendedores a permanecerem na localidade. É a descentralização do desenvolvimento econômico na prática, distribuindo melhor o transito, a geração de tributos, de resíduos e ruídos, ocupação da mão de obra, dentre outros.

Conheci somente por leitura, e ainda assim, poucos lugares em que as indústrias estão distribuídas quase que equitativamente ao longo do território, nas mais diversas localidades, como nestes municípios. Entre uma empresa e outra, entre a sede de uma localidade e outra, as propriedades rurais, tanto a área residencial, quando os espaços de cultivo, principalmente videiras, milho, pomares de frutas com destaque para o pêssego, chamam a atenção pela organização, cuidado, limpeza, gramados amplos e bem aparados, jardins floridos e bem cuidados, assim como os acessos, as casas, os silos, armazéns e abrigos para as máquinas.

O que tem aqueles lugares de diferente de tantos outros que convivemos, conhecemos e que gostaríamos que fossem assim? É uma pergunta que me faço há tempos, e é o que me motiva a visitar e revisitar, ler, estudar, tanto a história dos lugares, quanto as pesquisas realizadas a respeito do seu desenvolvimento. Até o momento, as respostas que tenho encontrado é de que são as pessoas que moram nestes locais que fazem tamanha diferença. Claro que as administrações municipais fizeram chegar o asfalto e a energia de excelente qualidade aos locais mais distantes das sedes, mas quem empreendeu, construindo fábricas, lojas e locais para visitação e compras, nos pés ou nos altos dos morros, agregando valor a produção de frutas da propriedade, e também a outros produtos a base de madeira, aço, fios, assim como cuida impecavelmente das lavouras, casas, instalações para animais e máquinas, estando ou não a primeira vista da estrada, foram as pessoas que moram lá e seus antepassados. Um conjunto que é fruto de um legado de amor pelo lugar e satisfação com o que fazem, plenamente demonstrado na capacidade de cuidar do que conquistaram, acolher muito bem a quem chega e buscar o melhor a cada dia.

Todo e qualquer lugar pode ser muito melhor, e só depende de mora lá!
Um grande abraço e até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here