Liderando nos tempos atuais

0
103

“Aquele que quer fazer tudo sozinho, jamais será um grande líder, muito menos aquele que quer ficar com todo o crédito por fazê-lo.” A frase é de Andrew Carnegie e compartilho com os amigos leitores para refletirem sobre a liderança nos tempos atuais.

Liderando nos tempos atuais

É fácil constatar que temos uma carência de líderes, não somente em quantidade, como em qualidade. Esta carência gera dificuldades de sucessão em entidades, empresas, órgãos públicos, dentre outros, o que com o passar do tempo, gera consequências desastrosas para o desenvolvimento em todos os seus aspectos. Quem teria a responsabilidade por esta carência de líderes?
Fazendo coro com outros pensadores e pesquisadores da área, entendo que a responsabilidade por formar outros líderes, é dos líderes atuais. Peter Druker chega afirmar que a principal função de um líder é formar outros líderes e justifica a afirmação pela necessidade de sucessão e continuidade dos projetos estratégicos, em geral de longo prazo.

Liderança se aprende tanto em casa, quanto na escola, e ao longo da vida pessoal e profissional, assim como no convívio com bons exemplos e em cursos específicos, mas principalmente praticando liderança em muitos momentos que a vida proporciona. Para liderar nos dias atuais é preciso ser carismático, valorizar as pessoas, criar formas de estimular a motivação dos colegas, desejar o bem dos pares, saber ouvir e dar retornos sobre as ações de quem está ao seu lado. A lista pode ser maior, claro, mas um bom profissional, que pode e deve liderar, deve ter esta base na sua personalidade.

Os líderes são pontos-chaves de uma organização, cujo sucesso é altamente dependente das suas atitudes, pois uma organização nunca é e nem será maior do que a capacidade de fazer acontecer, dos seus líderes. Da mesma forma vale dizer que a liderança mal desempenhada é a maior razão de episódios de estagnação, desmotivação, declínio, perda de atratividade para quem trabalha e para seus públicos de interesse. Nos dias de hoje, um líder precisa ter capacidade para unir as pessoas, comungar objetivos, amar e respeitar o próximo.

Bons gestores e bons líderes são atualmente os ativos mais valiosos que uma organização pode ter. Sabendo que a manutenção de talentos é cada dia que passa um desafio maior para as organizações que desejam desenvolver-se e atrair seus públicos de interesse, precisam lembrar sempre que as palavras movimentam, mas os exemplos arrastam.

Os líderes precisam saber e também mostrar aos seus seguidores de que o futuro não é o lugar para onde estamos indo, e sim, o lugar onde estamos construindo. Portanto, refletir como cada um de nós está preparando seus sucessores e também, como está construindo o seu futuro, é uma tarefa diária.

Uma das principais dificuldades que algumas pessoas têm ao exercer a liderança, é entender que ela é construída pelo exercício das competências e não pela posse ou pelo cargo. Outras dificuldades comuns têm aquelas pessoas que não conseguem entender que o seres humanos são complexos e que possuem grandes diferentes entre si, principalmente quanto aos interesses e motivações individuais. Quem busca tratar a todos de forma igual, está na verdade, discriminando, excluindo muitos e privilegiando outros. É preciso ficar claro também, que líderes são pessoas comuns, que possuem habilidades comuns e constroem algumas competências também comuns ao longo da vida, mas no seu conjunto, formam uma pessoa incomum, capaz de gerar nos seus seguidores, influências positivas, estimulando a motivação individual, para buscar objetivos coletivos e da organização. Para isso, é preciso se colocar a serviço, para desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns, que conseguirão alcançar objetivos incomuns ao seu grupo e a sua organização.

Desejando que você possa liderar melhor, um abraço e até a próxima semana!

Leia mais em: www.gestaonegociosecia.blogspot.com.