Mais ânimo, entusiasmo e simplicidade

0
147

Sabe-se que os pensamentos materializam negatividades e positividades que transformam a imaginação que é a responsável pela satisfação ou não em relação as mais diferentes questões de nossa vida. Cada um de nós é dono do seu destino, fazendo com que cada escolha oportuniza uma vitória, ou uma derrota e os consequentes resultados para a história pessoal.

Não é possível mudar o que já foi feito, mas há toda a vida pela frente para aprender com o que não se gostou e assim, buscar melhores resultados. A cada decisão, é preciso avaliar bem quais são aquelas com maior potencial de trazer satisfações e alegrias. Uma vida sem problemas, saúde inabalável, dinheiro com pouco esforço, relacionamentos perfeitos, raramente é atingível, mas o mais importante é se dar conta de que estes privilégios representam mais a decoração do que a essência, que é o autoconhecimento, este sim, o mais importante para a busca da felicidade.

É preciso determinação e uma identidade forte para ter ânimo, entusiasmo e que possa contribuir com a vida e a profissão de forma simples. Diferentes autores recomendam otimismo, generosidade, inteligência emocional, autoconfiança, ética, diferenciação, domínio cognitivo e amor para a busca da felicidade.

O otimismo precisa ser inabalável para valorizar mais as coisas boas do que as ruins, economizando energia, aumentando a longevidade e reduzindo progressivamente a carga emocional naturalmente herdada no estressante e angustiante dia a dia ao nosso redor e do noticiário.

A generosidade como virtude de ajudar o próximo pode ser vista como investimentos para o universo retribuir as boas ações. É muito importante que as atitudes sejam acompanhadas de alegria, bom humor e autenticidade para que essa doação afetiva seja benéfica para quem recebe o seu apoio e para o retorno que o universo pode lhe dar no futuro.

Muitos curriculuns excelentes não avançam para o sucesso como deveriam, pela falta de inteligência emocional, pois é preciso ter a capacidade de se recuperar rápido dos problemas, não se ofender com facilidade e não ter preocupações desnecessárias, mantendo-se consciente de que ânimo, entusiasmo e simplicidade estão ao lado de dentro de cada um, representando a consciência.

A Autoconfiança é a habilidade de fazer com que os julgamentos alheios sejam totalmente irrelevantes, relativizando determinadas convicções. Conforme já comentamos em textos recentes, algumas pessoas permitem que outros os transformem em reféns de críticas, julgamentos, moldes,  restringindo suas vidas a uma espécie de escravidão, pela falta de autoestima e pela pequenez de espírito. Também é preciso desprendimento para evitar neuroses e preocupações excessivas, deixando a vida mais simples, leve e alegre. Quem consegue se desprender é naturalmente mais tranquilo, aprendendo a valorizar a paz interior e evitando ansiedade e vitimização.

A qualidade de ser irreverente, original e imprevisível faz com que a pessoa seja querida e admirada pela comunidade, por tornar as interações sociais mais agradáveis para todos os participantes deste ciclo social. Quem consegue ser animado, entusiasmado e simples pode ser visto como uma pessoa diferenciada, sendo visto como singular e superior aos seus pares.

Ao criar uma defesa sólida para enfrentar as mais diversas adversidades para que o peso das pressões cotidianas possa ser reduzido, tem-se maior serenidade para assimilar que os problemas são importantes armas que quando usadas estrategicamente podem potencializar suas competências e encarar os desafios com mais ânimo, entusiasmo e simplicidade.

Desejando que possamos conhecer mais a nós mesmos em busca de uma vida mais prazerosa e feliz, deixo um abraço e até a próxima!