O índio milagreiro…

0
122

Em Getúlio Vargas/RS, um homem bate à porta da casa de uma idosa. Ao abrir a porta um homem se apresenta como um índio vindo do Mato Grosso e oferece a ela um saquinho com pedaços de tronco de uma árvore. Diz que é um remédio.

A idosa agradece e o homem então pede uma bacia, uma toalha e um ovo, para fazer um teste.

Após o “teste” ele diz que fizeram um trabalho para a família da idosa, visando o mal. Diz ainda que, com a ajuda de seus “guias” e mais a pequena quantia de R$ 2 mil é capaz de desfazer o trabalho…

A idosa alegou que não tinha o dinheiro e o índio milagreiro então começou a dizer que ela não se importava com seus parentes.
Preocupada ela vai ao banco e saca R$ 700,00. Ela também liga para a família e pede mais dinheiro. O genro desconfia e resolve ligar para a polícia que vai imediatamente ao local e prende o índio milagreiro com o dinheiro em mãos.

Após o curso normal do processo, o homem foi condenado pelo crime de estelionato, onde ele obteve para si uma vantagem ilícita, mediante induzimento da vítima em erro, por meio ardil.

O índio (será que era índio mesmo?) recorreu da decisão ao Tribunal de Justiça em Porto Alegre. Lá negou ter feito qualquer tipo de “mandinga” e disse que apenas realizou orações e que então recebeu o valor.

Ao analisar o processo o desembargador entendeu que houve sim intenção de enganar a idosa, obtendo uma vantagem financeira e manteve a condenação pela prática de estelionato. (Processo Apelação Crime n. 70045165651)

Eu realmente fico impressionado com a maldade humana. Veja que, ao perceber que a idosa não lhe daria o dinheiro, o sujeito diz que ela não se importava com a sua família. Tocou exatamente no ponto fraco da idosa. A família. Quantas outras pessoas não foram enganadas com este argumento?

Sou bastante cético com estas coisas. Mas não estou dizendo que tudo é farsa. Quem não conhece uma benzedeira? Quem nunca ouviu alguém falar em magnetismo, passes, plantas, chacras, energias? Mas existem também vários picaretas. Tem que cuidar. Quando alguém se aproxima de mim e começa com esse papo de que fizeram um trabalho contra minha família sempre respondo na hora. “Nenhum trabalho é maior que o amor de Deus. E o bem sempre vence o mal”. O sujeito se afasta logo. Deve pensar: esse aí não adianta. Não vai cair no conto!

Nós somos o resultado dos nossos pensamentos. Se você começa a acreditar que o mal está lhe rondando, lhe perseguindo, é normal que as coisas comecem a dar errado. Você está pensando nisso. Está gerando esse tipo de energia e logicamente está atraindo isso para você. Não pense no mal. Não pense na desgraça. Pense no Bem. Ele é maior que tudo. Pense nas coisas boas e que por pior que seja o momento, em algum ponto tudo vai mudar. Não existe noite tão longa, que não acabe e chegue a luz do dia.

E quando baterem a sua porta, pedindo dinheiro porque alguém lhe encomendou um trabalho e querem lhe fazer o mal…. pense em Deus e sua família sempre estará protegida.

Das minhas leituras da madrugada: “O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.” – (Provérbios, 17:22)